segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Como cortar tecido na CRICUT – Minhas experiências e resultados.

Primeiro de tudo queria dizer que 24 horas não estão sendo suficientes para fazer tudo o que eu preciso, por isso tenho demorado tanto para publicar novos posts. Principalmente, porque gosto de fazer algumas pesquisas e demoro muito. Desta vez, tinha alguns testes para fazer também com a Cricut.

Mas eu gostaria de agradecer muito a todos que me visitam, me deixam comentários ou enviam mensagens e principalmente as seguidoras do blog. Muito obrigada por estarem comigo!! Estou imensamente feliz, pois quando comecei nunca imaginei que em menos de 1 ano teria mais de 5500 visitas (e olha que o blog começou em outubro e só coloquei o contador em janeiro) e mais de 50 seguidores. Este número para mim é uma loucura, estou soltando fogos de artíficio. Prometo uma comemoração no primeiro ano!! E espero retribuir isto através de posts interessantes.

Então vamos lá:

Eu mostrei no último post uma flor de tecido que cortei na Cricut. E como prometido vou mostrar minhas experiências cortando este material. Ainda são poucas, mas já aprendi algumas coisas. Antes de tudo, cortar tecido não é tão fácil como a gente vê em vários vídeos no You Tube. Parece que existem alguns segredos, que a gente só aprende fazendo. E eu acredito que não aprendi todos ainda!!! Se alguém quiser me ajudar também, será ótimo.
Para cortar tecido eu aprendi que é preciso prepará-lo, para deixá-lo mais firme e mais fácil de ser cortado. Mas por ficar meio impermeabilizado, esqueça fazer flores maleáveis. As flores cortadas ficam mais firmes, sem movimento. Não sei se consegui explicar bem, mas esta flor da Elizabeth, do blog Dear Lizzy, me ajuda a explicar melhor, ou seja, eu acho que não dá para fazer assim na Cricut, só na Sizzix.

1211_thumb IMG_7634b_thumb1

E como preparar o tecido??

Eu vou descrever 3 maneiras. A primeira e mais conhecida delas é utilizando o papel termocolante. Este papel, conhecido também como Heat’ n Bond (o importado), é muito utilizado em patchwork. Sei que ele é utilizado para facilitar os cortes, dar uma certa firmeza ao tecido e impedir que este desfie, mas realmente não é minha área. Nos vídeos dá para ver bem a embalagem destes papéis. Também sei que existe a versão nacional. Segundo vi por aí é relativamente fácil de comprar. Eu tinha um pedaço deste papel, mas não sei qual é, que ganhei de 2 amigas daqui que trabalham com enxoval de bebê, usam muito e me deram um pedacinho. A palavra “termocolante” se auto explica, ou seja, ele é ativado pelo calor…. do ferro de passar, que segundo minhas amigas, não pode ser a vapor, é o comum. Existem outros tipos de termocolante. Vou tentar escrever mais no final no próximo post. Primeiro o que interessa.

Primeira tentativa: Termocolante.

Infelizmente, não tive muito sucesso. Talvez por não entender muito bem como funciona este papel, não consegui cortar. Mas tenho certeza que o problema foi comigo, porque muitos vídeos mostram perfeitamente o corte. Depois de ver o vídeo abaixo, percebi que o meu papel não era muito bom ou estava velho. Observem que quando ela retira a película, o tecido fica “quase que plastificado”. O meu não ficou assim. O problema é: não tenho outro, não consigo comprar por aqui e ele custa caro, não dá para comprar só para teste. Então eu desisti. Por enquanto… pois estou esperando mais uma amostrinha das minhas amigas, para testar novamente e ver se compensa.

 

Aqui o meu papel… acho que ele não é muito bom mesmo!!!!

scrapbykit8_thumb1

Segunda tentativa: cola branca

No vídeo abaixo, vi que ela usava cola. Não sei exatamente qual é, mas como já fiz algumas coisas no passado, impermeabilizando tecido com cola branca (rótulo azul – Cascorez), fui tentar. Outras opções de cola: multicolagem da Acrilex.

Deu certo??? Mais ou menos.

Meu tecido tinha avesso, então eu passei a cola neste lado, diluindo só um pouquinho, sem medida, no olho. Depois de seco, fui aderir o tecido ao mat. Primeiro eu tentei aderir do lado da cola.  Neste caso, a aderência não foi boa (meu mat não está mais com a cola original, eu já o recuperei uma vez). Ao tentar cortar logo desgrudou e “dançou”. Desisti e fui cortar do outro lado. Ou seja, colei o tecido no mat pelo lado que não tinha cola. A aderência foi melhor, mas como tinha avesso não dava para cortar algumas formas, nem palavras. Escolhi algumas que não teria problema se eu virasse.

Aqui como eu posicionei:

scrapbykit9_thumb1

E aqui as formas que cortei. Vejam que escolhi formas mais básicas, mas mesmo assim tentei cortar flores e até uma seta pequena.

scrapbykit13_thumb1 scrapbykit15_thumb1

Resultado???

Bom, eu já fiquei bastante satisfeita com o resultado. Mas preciso deixar claro, que não foi perfeito. Talvez o problema seja comigo, mas…..

Porque não ficou perfeito?? Algumas formas não tiveram corte perfeito, descolaram e dançaram. Vou dar algumas dicas no final, mas dá para perceber, pelas fotos, algumas flores cujo corte “falhou” e não ficou legal.

scrapbykit9_thumb2scrapbykit10_thumb scrapbykit11_thumb scrapbykit12_thumb 

Passei então para TERCEIRA TENTATIVA.

Já tinha visto em vários sites de artesanato algumas pessoas falando da termolina leitosa para impermeabilizar. Eu tenho um vidro que comprei há algum tempo também para impermeabilizar ou engomar tecido, impedindo que ele desfie. Mas antes de continuar, vou falar um pouco da termolina. Segundo este site:

“É um verniz acrílico, solúvel em água, com muita utilidade em diversos trabalhos manuais. Excelente impermeabilizante com acabamento de alto brilho para materiais porosos. Utiliza-se em gesso, cerâmica, madeira, tecido, papel, cartolina, entre outros. A aplicação é feita com pincel. Usa-se como cola na técnica do guardanapo e decoupage. Serve ainda para fazer bainhas invisivéis em vestuário. Para usar como verniz acrílico em acabamentos, diluir sempre com 20% de água. Há várias marcas no mercado, o melhor é sempre escolher uma mais barata. São quase todas igualmente boas.”

Apesar de ter encontrado facilmente a termolina e de ser relativamente barata, da próxima vez vou tentar esta caseira, que encontrei neste link:

“Misturar:

- 2 medidas de cola branca;
- 1 medida de água;
- 1/2 medida de álcool líquido.

Use a medida que achar necessária, pode ser colher, xícara, copo, etc. Misturar até obter consistência homogênea, como um creme. Melhor usar tudo de uma vez, ou então fazer pouco.”

Então vamos ao que fiz:

Primeiro passei a termolina. Eu tentei caprichar bastante, mas sugiro que você exagere, rsrsrs, se é que me entendem!!!! Aprendi outras dicas depois: passar 2 demãos e impermeabilizar dos 2 lados do tecido.  Ainda não testei… nossa, alguém me ajuda testar tudo!!!!

Desta vez eu usei um tecido sem avesso e cortei no tamanho do mat. Depois de seco, aderi ao mat. Tentei fixar bem, usei uma espátula para tentar firmar melhor. Aliás, esta é uma outra dica que acho legal. Esta “espátula” eu comprei em uma loja de material para construção, para o pintor que estava trabalhando em minha casa. Gostei tanto que resolvi experimentar nos meus trabalhos. Uso muitooooo, apesar de ter a “Bone Folder”!! Ela é ótima para quem faz encadernação e como disse, uso também para melhorar a fixação no mat e tirar bolhas que ficam. É baratinha!!!! Há, também usei fita crepe para garantir!!!

E o resultado???

Achei que ficou melhor que com a cola. Mas ainda assim, em alguns lugares o tecido enroscou, soltou, descolou, enrolou….. etc, ou seja, tive que parar o corte. Acho que foi mal fixado. Mas achei que o corte fica mais homogêneo, mais bonito. No entanto, teve uma flor que também ficou com falha e não consegui cortar letras….. ainda!!!! Espero!!!

Coloquei uma foto do tecido, depois que tirei as formas. Vejam que até cortei uma forma com um pouquinho mais de detalhes. Talvez os problemas tenham acontecido em algum lugar que não caprichei bem na termolina e também alguma bolha no mat que não tirei direito (estava tão ansiosa, queria testar logo, e talvez tenha esquecido algum detalhe!!! kkkk)

  scrapbykit4_thumb  scrapbykit6_thumb scrapbykit7_thumbscrapbykit1_thumb1

Aqui estão algumas fotos do que fiz com meus cortes:

 scrapbykit enfeites cricut setembro (1) scrapbykit enfeites cricut setembro (2)

RESUMINDO….

O que já aprendi:

1. Se for usar o termocolante, tenha certeza que é dos bons. Dizem que o nacional, apesar de mais barato não presta. Existe uma outra opção, que é o Steam a Seam 2 e o Freezer Paper. Neste link ela explica como usar o termocolante… há, e ainda fala da termolina.

2. Acho que é melhor escolher formas simples para cortar, sem muitos detalhes.

3. Além disso, acho que quanto maior a forma, mais fácil de ser cortado sem problemas.

4.Tecidos melhores devem dar resultados melhores, tipo 100% algodão ou tecidos mais encorpados, mais grossos.

5. Se possível, tente deixar as formas um pouco mais distantes uma das outras (mova a lâmina no mat).

6. Exagera na cola ou na termolina.

7. Fixe bastante o tecido no mat, que deve estar com a cola adesivando bem.

8. Usei a lâmina comum, profundidade 6, velocidade mínima. Mas também acho que dá para variar. O que acho que não dá para mudar é a velocidade: sempre baixa. Mas também já li que usando lâmina profunda o resultado é melhor. E se for usar a normal, de preferência que seja nova. Vou mudar da próxima vez.

9. Ainda não cortei nada usando o SCAL. Não sei se tem diferença.

 

Novidades:

Enquanto escrevia este post, descobri este outro vídeo ensinando a cortar tecido. Gostei muito e acho que vale a pena experimentar a dica dele. Infelizmente eu não consegui entender quase nada do que ele fala, porque não sei ouvir quase nada de inglês, mas pelo que vi, deu para aprender alguma coisa. Vou ver se faço o teste este fim de semana.

 

Basicamente, é o seguinte:

1. Ele impermeabiliza o tecido. Não entendi qual a cola e não dá para ver bem. Mas no vídeo dá para ver como o tecido fica firme. Ele pega o tecido com a cola e sem e você pode ver como fica diferente.

2. Depois ele usa uma cola spray, que deve ser reposicionável. Mas ele usa direto no tecido. Eu achei isto bem interessante. Pensei que mesmo o mat estando colante, a cola no tecido ajuda a firmar ainda mais, evitando que o tecido dance ou descole durante o corte, enroscando na lâmina. Eu não tenho esta cola aqui e nem acho para comprar, então este teste eu vou ter que esperar. Mas existem várias colas destas disponíveis. Eu já fiz uma pesquisa rápida, pois pretendia comprar uma destas para testar na recuperação do meu mat. Vou colocar as fotos das que já vi no próximo post, para não ficar ainda mais longo.

3. Após fixar o tecido no mat, ele usa uma fita azul, mas ao contrário do que imaginei, ele não coloca a fita só nas bordas do tecido, mas em todo o tecido, ou seja, a lâmina da Cricut vai cortar a fita também, além do tecido. Eu achei esta ideia muito boa. Assim, creio que vai ser difícil o tecido se soltar e enroscar. Esta fita, acho que não tem no Brasil, e pelo que entendi é uma fita usada por pintores nos EUA. Então, na verdade a gente tem algo parecido. Acho que podemos usar fita crepe, ou mesmo uma outra mais fina, que eu vejo muito sendo usada para fechar caixas, de cor bege. Então, acho que uma destas pode dar certo. Inclusive, em lojas de materiais de pintura (construção) a gente acha a fita crepe mais larga.

Atualizando: testei com fita crepe, fita “durex” (uma transparente e outra bege, que o pessoal usa para fechar caixas de papelão) = nenhuma deu certo, elas não se fixam bem ao tecido com termolina (não usei cola) e se soltam com a lâmina. Talvez a fita dupla face…. mais uma para testar.

Aqui mais alguns vídeos:

 

 

Eu ainda tenho algumas coisas a escrever sobre o tema, mas vou finalizar este post por aqui e deixar para continuar em outro. Caso contrário, nunca publico e o blog continua abandonado. Mas resumindo tudo: é possível cortar tecido, mas tem que ter paciência e não esperar que tudo vai dar certo como no papel. Cricuteiras me contem suas experiências!!

Bjim!!!

3 comentários:

Dribook disse...

Flávia querida!!! Seu blog virou
parada obrigatória!!!
Sinto que "ele" tem fortes indícios de virar um livro para o mundo do scrap...não é obsessão não... é fato!!!rsrs
Pense nisso ok?
beijoss e continue nos instruindo!!!!

silhouettemania.blogspot.com by joelmamota disse...

Flavinha!!! Mto enriquecedora sua experiência... Eu encomendei uma interface que a Silhouette ançou para tecido, deve chegar essa semana. Não deve ser nada diferente de um papel termocolante poderoso que corta, mas ao mesmo tempo "tira" os movimentos do tecido, embora haja um outro produto da SIL que garante manter a maleabilidade do tecido. Assim que testar te aviso, pque serve tanto para SIL, como para CRICUT.

http://silhouettemania.blogspot.com/2011/05/novidade-interface-para-corte-em-tecido.html

Eu tenho uma Sizzix e o corte é perfeitamente fantástico sem nenhuma dificuldade, prevalecendo o fato que vc tem que ter as laminas do que vc quer. Bjos, joelma

Katia disse...

Oi Flávia, no ramo de confecção existe uma cola spray que usamos para fixar o papel do mapa ao tecido enfestado para ele não correr, pode procurar cola p/ cola para enfesto. E no ramo de serigrafia existe tbem uma cola para passar nas placas aonde vão ser colada as peças a serem estampadas, e a cola não passa para o tecido. Não sei se te ajudei, mas se precisar que te explique melhor, terei o maior prazer. Bjos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...