terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Como recuperar, reutilizar, limpar …. etc, etc… o mat da Cricut!!!

Oi para todos!!
Espero que o final de ano tenha sido de muita paz e que o Novo Ano nos traga as bençãos divinas que tanto precisamos.
Muitas resoluções??? Para mim é hora de organizar as ideias, recuperar forças e energias e talvez alguns planos, porque já aprendi que a vida nem sempre funciona como a gente gostaria, então planos… só os de Deus, né!!
Bom, como estou de férias, vou tentar postar mais, pois tenho muitos assuntos que gostaria de escrever aqui. Vamos ver o que eu consigo.
Já há algum tempo eu pretendia escrever sobre o mat da Cricut. Na última semana algumas meninas me escreveram perguntando sobre isto. Daí consegui escrever algo. Para todas que precisam, e para  a Duda e a Michele (Mica Artesanato), que foram as últimas a perguntar, espero poder ajudar.
O que fazer quando o mat está assim??? Gritar??? Sair correndo??? Jogar fora??? NÃOOOO!! Recuperar, limpar e usar um pouco mais.

scrapbykit dicas mat (2)scrapbykit dicas mat (1)
Depois de comprar a Cricut, uma grande preocupação é com o mat e também as lâminas, até porque são bem “carinhos’. Por isso eu sempre digo: se tiver oportunidade, compre acessórios extras, pois podem ser úteis numa emergência. Por mais que a gente leia sobre a utilização destes itens, não adianta, a gente sempre erra ao usar. Eu sempre acho difícil acertar a configuração correta, mesmo com aquela tabela de configurações. Cada papel é diferente e ainda não consegui acertar a gramatura só de pegar (acho que todo fabricante deveria especificar a gramatura do papel em cada folha).
Mas vamos ao assunto do post do hoje: o que já consegui aprender sobre conservação e recuperação do mat.
1. Acho muito bom ter 2 mats: um para trabalhos mais “grosseiros” e outro para trabalhos mais delicados ou encomendas por exemplo, em que é preciso um bom resultado do corte. O que eu fiz: o meu primeiro mat está bem detonado. Às vezes eu uso uma profundidade exagerada da lâmina e acabo fazendo “cortes” no mat. Ele ainda não furou, mas já está bem acabado, apesar de que não usei tanto assim. Atribuo isto a falta de experiência. Sendo assim, é este o mat que eu uso para testes, cortes que não me importo muito se perder o papel, como testes por exemplo. Mas para outros cortes e papéis que não quero perder nem 1 cm, eu passei a usar um mat novo.
Outra vantagem do mat mais velhinho, que já está com a adesividade “prejudicada” é que podemos utilizá-lo para cortar papéis mais finos. Então faço assim, papel mais fino, face simples, por exemplo = mat velho. Papel de gramatura maior, ou seja, mais grosso, pesado = mat novo. Uma adesividade muito boa, cola nova, o papel mais fino gruda muito e rasga. Perdi muito papel assim.
Para pequenos pedaços de papel, o mat com boa adesividade também é melhor, tipo menor que 7 x 7 cm.
Outra dica que aprendi: coloque atrás de seu mat a data em que começou a usá-lo. Pode ser útil no futuro, quando você não conseguir mais diferenciá-los.
2. Também já aprendi a girar, virar o mat, ou seja, ir reposicionando o mat na Cricut a cada corte. Assim, você não vai usar só em uma parte do mat, diminuindo o risco de “furar” e perder a cola só de um lado. Além de virar o mat, podemos usar aquelas setas da Cricut que movem a lâmina por toda a sua superfície, fazendo cortes em áreas completamente diferente. Neste caso somente usando cartuchos.
Para quem, como eu usa o SCAL, as setas ou teclas de movimentação não funcionam. A dica é na tela do SCAL, posicionar as formas em áreas diferentes, já que com este software a gente tem na tela a reprodução do mat. Mas para mim é menos simples, claro!!! Não tenho o Design Studio, mas acho que ele também funciona assim.
3. Mantenha seu mat, quando não estiver em uso, com a capa de proteção. É aquele plástico que já vem com ele. A poeira pode atrapalhar. Caso já tenha perdido, use outro plástico. Cuidado ao tirar o plástico de mats novos. Aconteceu comigo: quando eu puxei o plástico ele arrancou toda a cola de uma parte do meu mat. Que pena!!
4. Limpeza: Limpe seu mat toda vez que você usá-lo. Bom, na verdade, às vezes, eu não consigo fazer isto, mas sempre dou um jeito de mantê-lo limpo… tipo usei hoje, não deu para limpar, coloco a capa e amanhã tiro um tempinho para lavar. Mas eu só faço isto quando ele está com muito resíduo de papel, mais difícil de tirar. Como faço a limpeza?? Existem algumas opções:
4.1. Limpeza rápida e fácil: lenços de bebê (baby wipes). Tenho um pacote por perto, acabei o corte, uso um lencinho, esfrego bastante. Às vezes, também uso antes de começar os cortes, para tirar poeira, que mesmo usando a capa, tem sujeira. É incrível!! Algumas pessoas também usam um pano úmido. Esta limpeza básica, além de tudo, melhora a adesividade. Para quem não está acostumado ou é usuária novata, não se assuste, quando passar o lenço parece que tira a cola toda, perde-se a adesividade. Mas é só secar que tudo volta ao normal e ainda melhor. Não se esqueça que o plástico transparente que cobre o mat também deve ser limpo. Procure indentificá-lo de um lado, para saber qual o lado ficará em contato com o mat.
4.2. Limpeza mais difícil, restos de papéis colados: aqui eu não tenho dúvida… coloco meu mat debaixo da torneira, jogo um pouquinho de detergente neutro (frasco amarelo), uso uma bucha (não abrasiva ou a parte amarela ou uma espuma mesmo) e pronto. Lavo normalmente! Fica ótimo, limpo e a cola se renova. Aliás fica a dica:
Não tente recuperar seu mat com uma nova cola sem antes lavá-lo!!!
Eu achei que meu mat já tinha perdido a cola, daí fui fazer todo o processo de recuperação. Que arrependimento!! Não precisava. Bastava usar a “técnica acima” e pronto: mat novo.
Então é isto: lave seu mat de vez em quando e só tente recuperá-lo quando este processo não reativar a adesividade.
Bom, depois de tentar tudo isto e mesmo assim a cola não está “grudando” mais nada, pode ser hora de recuperar seu mat. Como? Passando uma nova camada de cola.
Então chegou a hora de RECUPERAR A ADESIVIDADE DO MAT!!
Antes de qualquer coisa é preciso retirar toda a cola velha. E ao contrário do que leio por aí, esta limpeza é bem difícil, ou seja, retirar a cola original do mat não é tarefa fácil. Só comece se tiver tempo. Meu processo levou mais de uma hora.
Pelas fotos abaixo dá para se ter uma ideia do trabalhão que tive:
scrapbykit retirando cola mat (6) scrapbykit retirando cola mat (10)-1 scrapbykit retirando cola mat (12)
Para fazer esta recuperação, alguns proprietários de Cricut sugerem que a garantia da máquina já tenha expirado, para evitar perdê-la. Então eu não podia deixar de colocar isto aqui.

Limpeza para retirar a cola:
Aprendi o seguinte: usar sabão, bucha não abrasiva e água de morna para quente. Facilita. É legal deixar um pouco para tentar “amolecer”. Mesmo assim não é fácil. Eu só não usei a água morna, porque ainda não sabia. A única solução que achei foi usar uma faca e ir raspando a cola. Depois li que outras pessoas fazem isto, podendo usar também um cartão de crédito velho. Existem alguns produtos para retirar cola, mas eu não sei dizer a respeito… ainda!! Eu usava benzina para retirar cola de rótulos, mas agora não consigo encontrar para comprar. Vou procurar outro produto e assim que achar coloco aqui. Há, usar óleo de cozinha também ajuda um pouco, principalmente a etapa da raspagem da cola. Na verdade, eu não sei se a minha dificuldade foi por a cola ainda estar boa (já que eu não sabia sobre lavar o mat).
Depois de retirar toda a cola, espere secar bem, proteja as laterais com alguma fita e então aplique a cola. Eu ainda pretendo escrever um post mais detalhado sobre este assunto, por enquanto vou deixar como está, só falando mais um pouquinho sobre qual cola usar. Pelo pouco que já aprendi, você poderá usar qualquer cola que seja reposicionável. Também acho que algumas colas chamadas permanentes fazem o mesmo efeito. E pelo que tenho lido aquelas em spray são melhores. Vou deixar algumas fotos a seguir e assim que puder volto a escrever e dar mais detalhes sobre a recuperação do mat.
Atualizando: não preciso escrever mais….rsrsrs…neste link aqui, a Adinês escreveu um super post que dá as melhores informações sobre a substituição da cola do mat. Está pronto, não tem nada melhor que a dica dela, eu aprendi com ela….kkkk!!
cola (1) cola (2) cola (3) cola (4) cola 2 (1) 
7802 00116 QUILTING BAST SPRAY  cola 2 (1)VA97543
Esta última da Mercur, é a embalagem da cola para EVA, mas a a cola permanente tem embalagem idêntica, porém está escrito: Cola Permanente para Tecido.
Então é isto.
Obrigada a todos que me visitam, enviam e-mails e comentários. Saibam que isto é muito importante para mim.
Um grande beijo!!
Flávia

9 comentários:

Mali Pering disse...

Olá!!!!!!!!!!!!!!!!! Tudo bem?! Aqui tudo ótimo! Graças a Deus! Ahhhhhhhhh, aiNDA NÃO TENHO A CRICUT....um dia, heheheheh!

Bjosssssssssss

Pauline Incutto disse...

Que aula! Amei!
Não sabia isso de lavar ou limpar, achava que era só pra qdo a cola estivesse ruim. Vou fazer.
Uma coisa que estragou um mat meu foi um papel gliter importado. Soltou tanto gliter que perdeu totalmente a aderência. Vou aproveitar suas dicas.
Adorei o recadinho que vc me deixou! Meus objetivos são baixos ainda, de participar de alguns desafios, pois ano passado me acomodei muito e produzi muito pouco. Acho que tem muito site e blog com idéias bacanas, como o scrap playground. Se colocar uma meta muito alta acabo não cumprindo. Uma idéia legal é dos 52 projetos, 1 LO por semana. A Elsie e a Lizzy têm livros neste tema de 52 desafios e a Flávia Terzi fez um blog.
Vamos trocando idéias!
Bjs...

Ondina disse...

Flávia,
Que post legal e útil...
O meu mat tá todo detonado e confesso que preciso criar coragem para restaura-lo. Anotei as dicas aqui e vou tentar criar coragem quando chegar em Guarapari. Bj e quero ver suas produções tbem, tá.

Monise Tonoli disse...

Oi, Flavia! Tudo bem?
Não sabia essa de lavar também. Vou testar com as minhas velhinhas, que estão lá encostadas. =)
Te conto.
Beijos!
(e obrigada pelas dicas seeempre!)

scrapbypolly disse...

Oi Flavia que bom poder te visitar. Vir aqui é sempre muito construtivo. Adoro suas dicas.
Eu ja lavei meu mat na agua quente e agora so faltava passar a lamina nele e é isso que eu vou fazer porque a coisa já está feia viu.
É claro que isso depende muito de quanto voce usa a maquina, mas quanto tempo levou para voce ter que comprar um novo mat? E a lâmina?

Jaque Jeacomo disse...

Oi Flavia adorei o post! Acho que c/ o mat da Silhouette tb funciona estas dicas vou tentar. Beijos e sucesso sempre.

Joelma Mota disse...

Oi Flavinha! Acabei de escrever umpost sobre recuperãção de mats para uma internauta em apuros, claro que vim consultar vc para saber as suas dicas, sempre fofas demais. Complementando eu tenhousado aqueles rolinhos de tirar fiapo de roupa para limpar o mat a cada corte. É super rápido e limpa mesmo, é a velha manutenção para evitar a correção. Bjin, Joelma by silhouettemania.blogspot.com

Marcia Daniela disse...

Oi, querida.
Uma coisa que faço para limpar a cola velha do meu mat e que funciona muito bem (rápido e não danifica) é acetona. Isso mesmo!
Passo um algodão com acetona e a minha base fica hiper mega nova. Limpíssima.
Tenta aí e me conta!

Sandra Cunha disse...

Olá meninas. Achei ótimo este comentário. Realmente o lenço umidecido ajuda bastante, mas minhas placas estão tão ruins que vou tentar limpá-las com removedor e lavá-las com sabão e depois passar a cola novamente. Vamos ver o que acontece. kkkk
Abraços

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...