terça-feira, 6 de julho de 2010

O que é Cardstock??? Entendendo melhor o assunto e opções disponíveis.

Escrevi este post há alguns dias, tentando aprender algumas coisas, mas como ficou muito grande, achei que não deveria publicá-lo. Mas como não estou tendo tempo de escrever outros, resolvi dar uma formatada e publicar para quem tiver coragem de ler. É grande!! rsrsrs

No Scrapbooking papel é tudo ou... quase tudo. Cardstock e pattern paper. O que significa isto???? No site da Scrapjackie tem um dicionário  de scrap que eu adoro. Aliás para quem está começando a seção de artigos é muito interessante. Aprendi e aprendo muito lá. Segundo eles:

O Cardstock é o papel liso geralmente usado como base em páginas de scrapbooking, cartões ou outros projetos. O cardstock pode ser encontrado em diversas cores e gramaturas. Eu acrescentaria a esta definição que também podemos encontrar cardstock em diferentes texturas. Já o Pattern Paper nada mais é que o papel decorado, existente em uma infinidade de desenhos, cores, etc.

Bom, recentemente eu estava lendo este post da Renata Moni, onde ela falava sobre os cardstocks texturizados da Core´dinations. Desde então eu resolvi pesquisar mais sobre o tema: CARDSTOCKS TEXTURIZADOS E AFINS.

Minha pesquisa se iniciou sobre as características de papéis.  É claro que este é um assunto bem extenso, mas eu escrevi o que achei mais coerente com o scrap.

Todo papel possui características visíveis, como gramatura, espessura, brancura, opacidade, cor e textura, além das invisíveis que são o tipo de fibra usado para fazer o papel, o pH e a umidade.
Então, o que é a gramatura de um papel?
Gramatura é a espessura do papel, ou simplesmente, alguns papéis são mais finos e outros mais grossos, pesados, ou porque não mais duros. Ela corresponde ao peso em gramas medido por metro quadrado de uma folha de papel, sendo assim, é medido em g/m². Segundo os “entendedores”, a gramatura é a especificação mais importante do papel, já que este é comumente comercializado com base no peso, o que, certamente, vai influenciar no custo.  Existem gramaturas como: 56, 63, 75, 90, 120, 150, 180, 210, 240 g/m², como a gramatura de papel jornal, de pouco peso, até cartões, mais pesados. O papel comercial comum, sulfite ou A4, tem de 75 g/m2 a 90 g/m2. Se a gente observar nas resmas de papel que usamos para imprimir veremos que a gramatura é 75 g/m2. Mas estas unidades mudam para as marcas importadas. Vou colocar uma tabela logo abaixo. Importante lembrar disso quando comprar papéis importados!!!

Para o scrapbooking, ainda considero interessante o pH e a textura. O pH é a medida de acidez ou alcalinidade de uma solução. A maioria dos papéis que usamos no nosso dia a dia são ácidos, o que acelera seu amarelamento e decomposição. Para artes em geral e scrapbook inclusive, o pH neutro é indicado para prolongar a durabilidade do trabalho, ou seja, papel acid free.

Já a textura seriam os ¨desenhos¨ em relevo alto ou baixo no papel, ou seja, um papel sem textura é um papel liso, já o papel texturado apresenta marcas ou desenhos feitos durante o processo de formação da folha através de cilindros desenhados, ou  após sua fabricação, através de máquinas especiais, que fazem uso de força e pressão, marcando desenhos diferentes na superfície do papel. Alguns destes papeís podem ser facilmente vistos em papelarias comuns, vendidos em pacotes, como o vergê, linho, casca de ovo, etc.

O que achei legal em aprender isto, é que percebi que aqueles efeitos de emboss e relevo que todo mundo adora no scrapbook, com a utilização de máquinas como a Cuttlebug ou Sizzix, utilizam exatamente estes mesmos princípios de texturização.

Bom, mas preciso dizer que a leitura nesse caso, não é suficiente, a gente vai aprender aos poucos as diferenças entre gramatura, textura e afins. O que eu procuro fazer agora é sempre prestar atenção na embalagem e as vezes até anoto a gramatura para depois saber o que exatamente vou querer usar ou comprar, principalmente para quem, como eu, compra pela internet, sem a oportunidade de ¨pegar¨ o papel para senti-lo. Também é legal olhar na própria folha do papel de scrap, muitas delas vem indicada a gramatura.

Gramatura encontrada nos papéis importados Equivalente nacional (valores aproximados)
50 75
60 90
70 105
80 120
90 135
100 150
120 180

Depois de começar a estudar sobre estes papéis percebi que todo mundo ama cardstock e que eles fazem, sim, muita diferença nos trabalhos! Estão disponíveis em uma infinidade de tipos, cores, texturas, estilos e gramaturas. Felizmente, vi que os fabricantes nacionais também já tem muitas opções. O que pretendo fazer é listar algumas opções disponíveis e fazer alguns comentários sobre cada uma.

Cardstocks Nacionais (não pretendo listar todas, até porque não conheço):

Vergê, Linho, Casca de Ovo, etc: Na verdade, estas são as texturas dos papéis, que encontramos facilmente em qualquer papelaria, de diversas marcas, como a Tilibra, por exemplo. O legal é que podem ser acid free (olho sempre na embalagem). Eu só encontrei no tamanho A4, mas sei que na Papelaria Universitária em São Paulo, pode ser encontrado no tamanho A2 (65 x 47,5) e A3 (47,5 x 32,5 cm, dá para cortar 30 x30). Eu gosto particularmente do linho. Na foto abaixo, por exemplo, as cores e gramaturas do vergê da Universitária.

GRD_865_verge_texture2a3 475x325 

Repeteco e Tok e Crie: estas 2 marcas nacionais já tem uma grande variedade de materiais para scrapbook, inclusive cardstocks de lindas cores e boa gramatura. Infelizmente, não encontrei muitas informações na net. É uma pena para quem não pode ir pessoalmente às lojas. Agora, por exemplo, na Mega Artesanal, na ScrapSampa e na Casa da Arte, eu vi que as 2 marcas já tem o cardstock texturizado, numa grande variedade de cores, só não encontrei o branco. Se não é lançamento eu só descobri agora. 

Papéis Canson: ainda não comprei, ainda não sei nenhum vendedor on line. Também não sei se o tamanho 30 x 30 ou maior, para poder ser recortado, estão disponíveis. A maioria é acid free.

Papel Color Plus

Primeiramente preciso deixar claro que apesar de algumas pessoas falarem que ele pode ser usado, este papel não é acid free. Apesar disso, eu uso. Já disse por aqui, que não sou totalmente acid free. Mas pela dificuldade de comprar papéis específicos e claro, pelo custo, eu uso muito o Color Plus. Também gosto dele porque pode ser rasgado sem mostrar traços brancos, ou seja, a cor interna é a mesma da superfície. Comprei vários no Mercado Livre, por um bom preço, mas é fácil achar por cerca de 1 real nas lojas de scrap. Tem uma boa variedade de cores e gramaturas (80, 120 e 180 g).

Neste link, da Papel de Papel encontrei o Color Plus, inclusive um com textura, e também uma variedade de papéis, cores e tamanhos.  Eles também tem o Canson, que eu ainda não tinha visto, e vendem on line.

ATUALIZANDO:

Mais uma contribuição Joelma by papelux.blogspot.com

“Quero contribuir a respeito do papel canson. Eu uso e gosto mto mas tem limitações. No corte ele apresenta um certo descamado, como um esfarelamento nas bordas, principalmente nas partes internas ou arredondadas, e menos acentuado nos cortes retos. Ou seja as gramaturas 80, 120 e 180 ficam ótimas para bases e outros cortes retos. Com detalhes, curvas, letras e outras maravilhas das máquinas de corte, o color plus é perfeito e imbatível: baixo custo, acha fácil, inúmeras cores e tons lindos.” 

Cardstocks Internacionais:

Coredinations

No site encontramos várias coleções. Já entendi algumas e achei a Core Essentials interessante porque é um pouco diferente já que a cor da superfície é sólida e a cor central é diferente, mas coordena com a da superfície. Você pode optar por manter a cor central ou do núcleo oculta, ou adicionar seu próprio toque, lixando ou distressando, ou até mesmo rasgando .

product-logos

Ainda tem o Black Magic (olha a foto abaixo que lindo), que tem a superfície de cor preta e um núcleo colorido, o Vintage, que é pré- lixado,  e o Chocolate Box, com superfície marrom e núcleo colorido.

Finisheddomedbox640x480 Mas esta marca sempre traz novidades e agora eles também uma parceria com outros fabricantes. Por exemplo, cardstocks com os designs da  Cosmo Cricket.

new-2

new-3

Uma das coisas que eu adorei foi a utilização da Cuttlebug ou outra, para fazer relevo ou emboss e depois lixar sobre o relevo e também bordas, como pode ser visto bem explicado no vídeo abaixo:

Os outros vídeos abaixo mostram bem as características de alguns destes papéis, mas também são legais porque apesar de simples e curtos, ensinam alguma coisa sobre lixar, distressar, envelhecer, bom para quem está querendo aprender. Mas no You Tube tem muitoooos vídeos.

 

Bazzill

A Bazzill tem a maior variedade de cardstock, com um grande número de cores e texturas. Legal do site é o Match Maker. Nesta página encontramos vários fabricantes, seus papéis e coleções e ao clicar em um deles, aparecem os cardstocks Bazzill que combinam com cada coleção. A foto abaixo é uma pequena amostra. Escolhi papéis da Cosmo.

bazzil

American Crafts

As fotos abaixo mostram as texturas dos cardstocks AC, sendo a primeira conhecida por “tipo canvas”.

textura ac textura 2

Stampin' Up

A foto abaixo é do site Craft Critique e mostra as texturas dos cardstocks Bazzill, American Crafts e Stampin´ Up.

Craft_Critique_-_Cardstock_Comparison

Normalmente estes cardstocks que citei acima são encontrados nos tamanhos 12x12 e 8.5 x 11 (A4), mas também podem ser encontrados em tamanhos maiores, como A2 e A3, principalmente os nacionais, e menores, principalmente os importados, como 6 x 4. Além disso, estão disponíveis individualmente ou em embalagens múltiplas, com 25 folhas, 50, 60, etc, dependendo do fabricante. O American Crafts, por exemplo, encontramos em pacotes de até 60 folhas. Nestes casos, normalmente, três ou quatro folhas de cada cor, exceto branco e preto, que podem ser encontrados em pacotes de cor única. Com relação a textura, Bazzill e Coredinations (detalhei melhor acima) tem uma variedade maior, que podemos ver nos respectivos sites, American Crafts principalmente na textura tipo canvas (que eu gosto mais, inclusive). Já para a cor, novamente Bazzill dá um show, com mais de 700 opções, AC tem cerca de 90 e Stampin´ Up, 60. Bom, para o post não ficar ainda maior do que já está, vou preferir não detalhar mais. Mas há também, a opção, em inglês, desta tabela muito interessante, preparada pela Erin Basset, para o site Craft Critique. Aliás neste link, do próprio Craft Critique, podemos encontrar alguns posts, falando sobre cardstocks, inclusive outros que nem citei aqui.

Também não vou listar todas as lojas que encontramos cada um, mas brevemente:

Bazzill: Preserved Memories, da Sandra, que eu adoro e indico.

Coredinations: Yummys no Brasil e A Cherry on Top.

American Crafts: Scrap Sampa e Two Peas in a Bucket.

Stampin´ Up: não vende no Brasil e no exterior só com representantes, mas tem uma brasileira que vende lá e envia para o Brasil, a Ana Shirkey, mas ainda não comprei nada dela.

Para quem quiser saber mais:

Fontes: http://guiadografico.blogspot.com/2008/07/o-papel-e-suas-caractersticas.html

Aqui tem coisas interessantes, papel color plus inclusive: http://tudibao.com.br/2010/06/papeis-e-gramaturas.html

Neste link do Scrapbook Brasil, além de informações sobre papéis, há um conteúdo rico sobre a utilização de materiais acid free no scrap. O artigo é: A Importância da Preservação de Nossas Memórias, escrito pela Cristianne Dias e Anapaula Rocha.

17 comentários:

Fabrih disse...

Oi Flávia, tudo bom?
Pois é to sumidinha sim, mas aos poucos eu volto.
To em semana de provas, mas semana que vem tem férias, só da facul, mas já é alguma coisa!!
Quero deixar uns posts preparados assim não deixo o blog com teia de aranha...hahaha.
Das flores vou colocar um post com o pap, vai ter o vídeo tmb...mas não é difícil não.
Este sabado devo fazer as fotos do pap e se der já coloco no mesmo dia no blog.
To adorando os teus artigos...quanta pesquisa heim!!!
Agora uma perguntinha básica, assim como o teu mat o meu já não tá grundando muito, não lembro onde mas li que algumas usam cola em spray pra ajudar, só não sei se é reposicionável ou não.
Beijos!

Ondina disse...

Oi Fl[avia,
Como sempre vc arrasando nas informa;'oes.... Obrigada querida! Bjs!

Fabrih disse...

Flávia, já coloquei o pap da flor.
Quando fizer me mostra como ficaram as suas!
Beijos

Joelma Damasceno Mota disse...

Olá Flavia. Muito boa sua pesquisa. Eu demorei um tempão para descobrir os cardstocks nacionais, algora tá bem resumido por aqui. Mto bom!!!
Quero contribuir a respeito do papel canson. Eu uso e gosto mto mas tem limitações. No corte ele apresenta um certo descamado, como um esfarelamento nas bordas, principalmente nas partes internas ou arredondadas, e menos acentuado nos cortes retos. Ou seja as gramaturas 80, 120 e 180 ficam ótimas para bases e outros cortes retos. Com detalhes, curvas, letras e outras maravilhas das máquinas de corte, o color plus é perfeito e imbatível: baixo custo, acha fácil, inúmeras cores e tons lindos.
Bjo, aparece no blog.
Joelma by papelux.blogspot.com

Christine Lourdes disse...

Ola Flavia , como sempre com informações maravilhosas , adorei o texto longo , mesmo assim li tudo , rrrrrsss, o texto da Cristiane e Ana paula rocha , que alias eu adoro as duas eu tambem ja li , gostei , Eu compro cardstock em uma grafica o papel inteiro e mando cortar no tamanho que eu quero , para mini album , ou cartão , ai ja vem tudo cortado
quando precisar me fala. Como esta seu pai , esta bem , e vc ...
tentei achar seu email aqui no blog mas não achei , queria te escrever , mas deve esta escondidinho, rrrrssss
eu ia te perguntar se vc acha importante comprar alem das laminas extras , e de profundidade
aquele que é o suporte , ele ja não vem na maquina , vc acha que é bom comprar um outro , ou é porque quando usa a lamina de profundidade tambem tem que mudar o suporte onde entra ....
queria saber tambem se vem MAT junto da maquina .... ai meu DEus meu filho foi hoje , vamos ver o que ele vai conseguir . beijoooooooe obrigada pelas palavras de carinho , mas eu é que tenho que te agradecer . beijos

LucianaW disse...

Flávinha do céu!!! Aula magna....kkkkkkkkkkk
Adorei! Bom sou suspeita pq ADORO o colorplus....por mim teria um pedaço em todos os LOs...rsrsr
Já estava preocupada com sua falta de notícias...tu viu q ganhei mais desafios...da Sorelinha, dá Má Moreira....tô bege!rsrsrs
Bom vamos nos falando quem sabe vc vem em outubro né??
Bjokas e parabéns pelo artigo!

Aline Fonseca disse...

Nossa, e essas dicas maravilhosas que me deixou com mais água na boca de papéis?
Eu amo cardstocks! Sempre uso um de base, eu devoro cardstocks! E fiquei doidinha com suas dicas e tudo sobre eles. Delícia de material mesmo!
Muito obrigada por participar Flávia e espero que possa tirar muitas coisas lá do bloguinho. Isso para mim é grande felicidade!
Valeu!
Beijosssssssssssssssssssssss

Déa Café disse...

noooossa, fla! vim aqui agradecer o recadinho e dou de cara com esse textão!! pesquisa maravilhosa, flor!! muito bom!! parabéns! li tudim-tudim! rsrs e fiquei aguando a boca, tbém! rsrs valeu!! beijocas!

Lany disse...

Oi Flávia,

voltei aqui pra dizer que não tem isso não, eu tenho muito que aprender, e é sempre bom trocar idéias e informação, vcs lá do CS são ótimas, sempre me socorrem quando tenho dúvisas, já estou me aventurando na cricut e indiquei o seu blog para minhas alunas que tem cricut e elas adoraram, bjs.

Vívia Riedel disse...

Adorei o novo visu do seu blog.
Tá o máximo e D+.
Obrigada por sua visita no meu blog e pelo seu carinhoso comentário, respondendo a sua pergunta. Na realidade eu nunca fiz uma página de Scrap, acho muito legal a Arte e gostaria muito de aprender.
Flávia menina do céu, me ajude!
Eu queroooooooooo muito aprender a fazer Scrap, só aqui posso tirar as minhas dúvidas e obter informações no seu maravilhoso blog, tenho vários materiais mas, sem nenhuma aplicação para o Scrap.Só uso os furadores.

Vânia Abrantes disse...

É mágica sua pesquisa sobre papéis. Muito útil! Obrigada por dividir tantas boas informações com a gente.
BJS!

Aninha disse...

Que bom!!!Achei que fosse a única a usar papéis não específicos pra scrap! rsrs
Eu uso bastante papel verge e casca de ovo (Tilibra) e gosto de usar papel canson (desses escolares mesmo) pra fazer tapetes ou imprimir stamps...
Bjo

mmcriações disse...

oi, eu acabei de comprar a minha silhouette portrait e estou tentando cortar no papel vergê 180g um passarinho, porém as asinhas estão dobrando ( estragando) o que faço ???
quais seriam as indicaçoes para corte nesse papel ??

Valdêmia Izabel Mota Rios de Araújo disse...

Gostaria de saber qual a gramatura ideal do papel para fazer flores. Obrigada.

Lucia Garrido disse...

Puxa! amei sua matéria, muitas dúvidas minhas foram sanadas...obrigada.

Isabel Ramalho disse...

Olá Flávia. Ando apaixonada pelo Scrapbook e passeando pela net para pesquisar sobre este assunto, dei de cara com seu blog. Simplesmente amei tudo por aqui. Verdadeiras aulas para quem curte Scrapbook. Parabéns!
Vou colocar seu blog na minha lista de blogs, com certeza.
Bjs e obrigada.


http://baudaarteira.blogspot.com

Ilana Polakiewicz disse...

Oi, Flávia, que legal essa sua pesquisa. Achei realmente sensacional. Obrigada por compartilhar.
Um abraço, Ilana.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...