sábado, 27 de março de 2010

Como escolher uma die cut machine? Cricut, Sizzix, Slice, Silhouette, etc….

Finalmente consegui voltar!!!! Meu último post foi escrito há mais de um mês, exatamente no dia 20 de fevereiro. Desde então minha vida ficou mais louca do que sempre. Um monte de coisas acontecerem que me impediram de postar, fazer scrap e etc. Resumindo… consegui deixar minha nova casa habitável e me mudei em 26 de fevereiro. Daí só bagunça: organizar mudança, arrumar tudo, tentar terminar o que falta e muito mais. Além disso, neste mesmo período, ainda descobri um problema no joelho, fiz uma pequena cirurgia, completei mais um ano de vida, voltei a trabalhar muito e por fim a novidade do scrap: COMPREI E JÁ RECEBI MINHA CRICUT. Ai que delícia!! Apesar de toda a correria do último mês, estou muito feliz!!!!
Agora estou tentando voltar a vida normal. E isto inclui fazer muita coisa de scrap e aprender a usar a Cricut, além é claro, de voltar a escrever no meu bloguinho tão abandonado. Já tenho um monte de coisas que quero escrever, mas pretendo, se possível, organizar um cronograma e postar de forma contínua.
Para meu primeiro post pós-pausa resolvi escrever como me decidi por comprar a Cricut, já que em um dos meus primeiros posts (este aqui) eu disse que iria escrever para entender um pouco mais sobre as DCM e então me decidir. Então vamos lá!!
Neste post aqui eu listei muitas das DCM disponíveis no mercado e neste aqui coloquei inclusive alguns preços de DCM. Diante deste lista, que achei enorme, comecei a eliminar aquelas que eu tinha certeza que não compraria. Assim excluí:

Fabricante e site: Quickuts – http://www.quickutz.com




Fabricante e site: Sizzix – http://www.sizzix.com/home



Fabricante e site: Provo Craft – www.cricut.com
Fabricante e site: Xyron – www.xyron.com

  1. Xyron Personal Cutting Machine

  2. Wishblade

  3. Creatopia™
Fabricante e site: Pazzleswww.pazzles.com

  1. The Creative Cutter Mini

  2. Creative Cutter
Fabricante e site: CraftRobo – http://www.graphteccorp.com/craftrobo/about.html ou http://www.mycraftrobo.co.uk/
1. A3 Model CraftROBO Pro
2. A4 Model CraftROBO CC330-20
3. A4 Model CraftROBO Lite CC300-20
1. The Wizard™ Embossing and Die Cutting System
O que influenciou minha decisão? Apesar de existirem no Brasil, não achei ninguém vendendo e vi que pouquíssimas pessoas tem uma destas. Vi que não seria legal, por melhor que fossem, pois quanto mais pessoas tiverem a DCM que escolher, melhor para troca de informações e etc. Por exemplo, já existem fóruns de discussão, no Brasil, sobre a Cricut e Silhouette, então seria mais fácil. Apesar disto, ainda fiquei com a listinha abaixo:

  1. Slice


  2. Silhouette e Silhouette SD



O que mais pode ajudar e me ajudou na escolha?
Segui os itens abaixo:
1. Espaço disponível em casa: no meu caso, estava construindo e pude me planejar. Sem problemas de espaço.
2. Disponibilidade para investir: também me programei para isto. Fui guardando um pouco, restringi outras compras e pensei… se eu comprar a mais cara, sem problemas… guardei dinheiro para isto. Se for a mais barata, oba vai sobrar!! Acabei me dando de presente de aniversário… achei uma troca boa… aliás ótima!!!
3. Domínio do computador: Caso minha escolha fosse por um DCM onde o uso do computador seja útil. Este item não me incomodou muito, pois apesar de não ser nenhuma expert, tenho muita facilidade (estou até conseguindo fazer alguma coisa no photoshop!!)
4. Materiais que pretende cortar? Eu pretendo cortar basicamente papel, mas também quero me aventurar em tecidos. Pensei em colocar feltro na lista, mas aí vi que eu não cortaria um volume que justificasse a compra de uma DCM quer fizesse isto bem. Portanto, aqui, eliminei as Sizzix e a Cuttlebug. Além disto, estas DCM não permitem cortes de figuras a partir do computador e só funcionam com facas próprias. Achei que não valia a pena e o investimento nas facas ou placas de corte seria alto, além da pouca disponibilidade de modelos no mercado nacional.
5. Trabalhos que pretende realizar, uso doméstico ou profissional, quantidade de trabalho que pretende fazer, tipo de trabalho que desenvolve: no meu caso a DCM seria só para trabalhos não profissionais, sem muito volume de cortes, não faço convites, crops, reuniões ou aulas, e também não vendo. Neste caso, eu deveria ter excluído a Cricut, que é um investimento caro para quem não ganha dinheiro fazendo scrap e afins. Mas não excluí… pensei ninguém sabe o dia de amanhã…rsrsrs…quem sabe eu não me profissionalizo na área (hahahaha)!! Além do mais, já que vou gastar, que seja naquela que a maioria diz ser a MELHOR DE TODAS! Se realmente é, eu provavelmente não vou descobrir, pois não pretendo comprar outras para comparar. Mas se a CRICUT for boa para mim, com certeza eu vou propagar isto por aqui num futuro próximo… ou não!!!
6. Vale ressaltar, para quem também tem dúvidas, que ao pretender comprar uma DCM é bom conhecer um pouco de inglês e ter coragem de fazer compras internacionais. Primeiro porque mesmo comprando no Brasil, algumas informações e mesmo o manual (algumas lojas já traduziram, pelo que vi por aí) são em inglês. Além disso, algumas novidades demoram ou nem mesmo chegam por aqui, tem que comprar fora. As facas da Sizzix, Cuttlebug, novos cartuchos Slice, por exemplo, são mais fáceis de ser adquiridos fora. Inclusive os cartuchos da Cricut. Além deles, muitos acessórios são bem mais baratos em sites internacionais (e não encontramos facilmente aqui – pelo menos eu não encontrei!!)
E porque comprei a Cricut?
No fim de tudo, fiquei entre a Cricut Expression (sem nenhuma dúvida), a Slice e a Silhouette. A Slice foi a primeira a sair da lista porque só corta papel e com cartuchos (sem possibilidade de computador). Daí me decidi pela Cricut devido a possibilidade de cortes maiores (de até aproximadamente 30 x 60 cm enquanto a Silhouette só corta A4) e finalmente porque a turma da comunidade Creative Scrappers tem um excelente fórum de discussão e até um “clube privado para cricuteiras”, mais fácil para aprender sobre seu manuseio, e claro não achei a diferença de preço assim tãoooo graaaande. Para quem não se importa com o tamanho do corte, a Silhouette tem a vantagem de não precisar de cartucho, todos os cortes são feitos a partir de figuras do computador, mas daí entra a história do domínio do computador e inglês (mas também já há discussões em português)!!
Então é isto. Espero não ter que ficar tanto tempo longe mais. Volto em breve. Ainda pretendo falar mais sobre a Cricut… Ainda tenho a parte 3 onde pretendo falar dos acessórios e do que comprar junto.

3 comentários:

joelmadaorla disse...

Olá gostei muito do seu post. Realmente um investimento delicioso!!! Eu comprei uma silhouette e não desgrudo dela. Até animei a montar um blog com as minhas aventuras. Realmente o limite sa dilhouette é o A4, o que para mim já foi suficiente. Quando preciso de algo maior, tipo vinil adesivo eu faço umas montagens e acaba dando certo. Quero encorajar vc a continuar nestas aventuras de papel. www.silhouettemania.blogspot.com
Abç, Joelma

Renata Pacheco disse...

Muito legal, Flávia. Você fez uma super pesquisa!!! No meu caso, foi por impulso mesmo: estava viajando, vi em oferta numa loja e comprei! Adorei, acho que vale muito a pena, mas ainda não uso tanto quanto poderia - e gostaria! Agora que tenho um espaço mais organizado, e o incentivo dos posts no Scrap Sins, acho que vou aprender muito mais. Bjs!

Adriana disse...

Flávia, eu adoro teu blog, mas pq vc não tem só uma máquina de emboss, com a cricut? eu tenho a Sizzix boutique, e ela funciona hiper bem.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...