quinta-feira, 29 de outubro de 2009

O que faz a SLICE™?????

Como saber mais sobre a Slice? Fui pesquisar na net, e quase não encontrei informações em português, o que não acontece com a Cricut e a Silhouete (vai ver é porque a Slice é mais fácil mesmo e nem precisa criar fóruns de discussão para entender seu funcionamento, rsrsrs). Mas neste link - http://www.creativescrappers.com.br/forum/forumdisplay.php?f=83 - do Creative Scrappers, encontramos muuuuuita coisa legal.  Dá para tirar muitas dúvidas, principalmente para que já tem a Slice, o que não é o meu caso. Então, quero aprender mais sobre esta maquininha.
É justamente a facilidade de uso que a Making Memories - MM, fabricante da SLICE™ propaga como vantagens: peso, tamanho, interface simples e fácil de ler, permitindo aos usuários selecionar entre milhares de imagens e convertê-las em cortes de 1 a 4 polegadas (2,5 a cerca de 10 cm, mais ou menos). Muitas pessoas também ressaltam a vantagem do tamanho e peso, salientando que além de fácil de ser transportada, a Slice é a máquina ideal para quem tem problemas de espaço.
Lógico, para selecionar estas milhares de imagens, é preciso ter muitos “cartões”. São os chamados design cards, uma espécie de cartão de memória, que contém todas as imagens que podem ser cortadas. Segundo eles, cada cartão contém cerca de 700 opções de corte e alguns possuem de 100 a 150 figuras diferentes (incluindo cada letra do alfabeto). O cartão é inserido na máquina e então escolhemos a figura, o tamanho, etc. Todo mundo diz que é super fácil trabalhar com sua interface. Além disso, os usuários recomendam assistir aos vídeos de instrução disponíveis. Onde? No site http://www.whyslice.com encontramos muitas informações e vídeos que nos auxiliam a entender o funcionamento e ainda muitas idéias. Além destes, no You Tube dá para encontrar mais um monte. Dentre os vídeos disponibilizados estão: uso inicial, visão geral, calibração, como usar os acessórios, como fazer emboss, como ajustar a faca, inserindo o card e outras operações básicas, até mesmo como limpar a base e como otimizar o uso do papel. Fácil de entender, apesar de serem todos em inglês.
A SLICE™ vem com um kit inicial contendo: cabo de alimentação (ela é bivolt, mas também pode ser usada com pilhas – é portátil), a base de vidro de 15 x 15 cm, a faca de corte e mais 5 facas para reposição, uma “ferramenta” para ajudar a trocar a lâmina, a cola para poder grudar o papel na base, um pincel de espuma, manual e um cartão (card) com formas básicas. Segundo o que li, o ideal é comprar a base 12 x 12, pois a que vem no kit seria muito pequena e acaba dificultando o aproveitamento do papel. Também há relatos de que a espátula deveria vir no kit básico, pois sem ela é muito difícil retirar o papel.
Segundo a MM, a SLICE™ pode cortar cardstock, vellum (uma espécie de papel vegetal para nós), vinil, acetato e fotos. Pelo que entendi, tudo mais fininho, !!


Em julho deste ano, a MM lançou a SLICE™ Think Pink™ Cordless Digital Designer, a versão rosa de Slice, que segundo eles é uma edição limitada, com parte do dinheiro das vendas sendo destinada a luta contra o câncer de mama. O kit, neste caso inclui:
• Dois design cards (um de formas básicas e o outro o Think Pink™ design card, ou seja, especial para este lançamento). A única diferença é este cartão a mais, que vem com o recurso MS+. O resto é tudo igual. Como na slice azul também podemos adquirir alguns acessórios, como espátula para ajudar a retirar os recortes, uma base de vidro na medida 12 x 12 (30 x 30 cm), bolsa para carregá-la, papéis, etc.


Novos cards são lançados freqüentemente. Não posso deixar de mencionar as plaquinhas para emboss. (Que bom a Slice também faz emboss, com vídeo explicando tudo!!! Quero aprender!)
Uma novidade que está sendo prometida para fevereiro de 2010 é o lançamento dos Drawing Tips (mais ou menos ponteira ou caneta para desenho – meu inglês scrapístico não é dos melhores). Eles não explicam nada ainda, mas dizem que vão disponibilizar vídeos. Então parece que a Slice também passará a fazer desenhos.
Outra coisa interessante: Os novos cards permitem que se faça 3 novas operações com a Slice. Isto porque eles estão “equipados” com o novo "MS+", um novo nível para estas maquininhas, conforme o fabricante esclarece. São chamados MS+ Design Cards. Estes cards incluem as funções: Shadowing, Mirroring & Speed Boost. Pelo que entendi é o seguinte:
Quando você utiliza o novo card automaticamente o MS irá instalar o Speed Boost, uma atualização em sua Slice™, que desta forma será mais rápida, independentemente do Cartão de Design que você usa. Já o Shadowing (sombreamento) e o Mirroring (espelhamento) só funcionam nos cards MS + Design Cards.
Espelhamento permite você "virar" o seu design e cortar uma imagem em espelho da sua seleção. Shadowing cria uma versão um pouco maior, mas um pouco menos detalhada de seu projeto, permitindo imagens em camada para criar um "efeito sombra". E o Speed Boost como eu já disse permanece no seu sistema, mesmo quando você não está usando um cartão novo, o que significa que mesmo com cartões antigos, de formas existentes, pode-se cortar mais rápido. Já vi algumas figuras mostrando estas funções, mas ainda não consegui achar novamente. Vou procurar.
Acho importante dizer que a Slice só funciona com estes cards, ou seja, não existe nenhum arquivo de computador que possa ser usado, nem mesmo conversores, como acontece com outras DCM.
Preços: no Brasil já vi o kit inicial, de 800 a 1400 reais. Já lá fora vai de 99 doletas, (em promoções) até 170 dinheiros americanos. Já os cartuchos aqui saem em torno de 200 reais (a função MS+ tem preços até maiores) e lá de 15 a 40 dólares. Bom, para comprar fora, além de multiplicar pelo valor do dólar, lembrar do frete e mais de 60% de impostos de importação, além de ser em um único pagamento, no pay pal ou cartão de crédito. Sortudos já conseguiram receber sem taxas. O que eu acho: o Brasil é mesmo uma exploração em termos de impostos, pois sai bem mais barato comprar lá fora. Desvantagens: não temos nenhum suporte depois da compra lá fora. Então é preciso pesar prós e contras! Mas para quem viaja, acho que não dá para ter dúvidas, traga uma destas belezuras!!!
A que conclusão cheguei com relação a Slice: para quem como eu, não é profissional, é uma excelente aquisição. Para quem faz muitas coisas, tipo, álbums, cartões, convites, monta kits, creio que dá um certo trabalho, pois a Slice só corta as palavras inteiras que estão no card, ou seja, para formar novas palavras tenho que cortar letra por letra. No card que vem na máquina por exemplo, as palavras são dream, love create, etc (coloquei a foto). Para mim, é tranqüilo, porque não faço muita coisa. Outra desvantagem é que acho que a gente enjoa das palavras e do formato das letras. Não dá para ficar repetindo em todo layout. Vou querer novos alfabetos. Daí tenho que estar sempre comprando novos cartuchos. Para quem trabalha com encomendas, já até imaginei, todos os layouts com os mesmos alfabetos, palavras, formas, e ainda palavras prontas em inglês, o que nem todo mundo gosta. Conclusão: 1 ou 2 cards não dá para nada. Mas pensei o seguinte também: só no cartão de formas básicas temos círculos, coração, quadrado, flores, lisos e “scalloped”, então não seria necessário comprar um monte de furadores (que custam bem caro). De repente, comecei a achar que é bem mais barato comprar cards. Mas a decisão final só depois de ver todas ou a maioria das DCM.
Fontes de consulta: http://blog.makingmemories.com/ www.whyslice.com

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...