sexta-feira, 18 de março de 2016

Silhouette Cameo ou Cricut Explorer: Qual é a melhor? Qual eu devo comprar?

Comecei a escrever este post a algum tempo e não publiquei antes porque achei que não estava pronto, mas é melhor publicar logo e ir completando depois. Esta mania de achar que nunca está pronto é que me impede de postar mais!

Bom, antes de qualquer coisa, preciso dizer o seguinte: acho que não vou responder a pergunta do título deste post! Simplesmente porque não dá pra afirmar, com certeza, qual é a melhor e qual você deve comprar. É uma questão muito pessoal e individual! 

Mas então porque continuo escrevendo? Porque ainda recebo muitos e-mails com dúvidas e assim, vou tentar respondê-los e esclarecer mais dúvidas!

Como eu disse no meu último post, sobre festas, tenha muita certeza de que você precisa ou realmente quer e pode comprar uma DIE CUT MACHINE, ou DCM, que é como chamamos estas máquinas que são capazes de cortar papel e outros materiais. 
Porque ter certeza? Pra não correr o risco de comprar e não usar, deixar a máquina paradinha, ocupando espaço na sua casa, e neste caso, representando um custo altíssimo!

Outro detalhe que é bom frisar: ELAS NÃO SÃO IMPRESSORAS! Mesmo que tenha a função PRINT AND CUT, ou seja, IMPRIMIR E CORTAR, a impressão deve ser feita em impressora padrão, comum. Depois disso, é que a máquina vai cortar a folha já impressa. Então você precisa ter uma impressora também, se quiser fazer o print and cut. E tem que ser boa!

Então, vamos ver o que eu posso acrescentar sobre estas DCMs. Digo acrescentar porque já escrevi algumas coisas sobre elas. Então, vale a pena ler alguns posts do blog. Em especial, sobre a Cricut Explorer, que já escrevi dois posts, que considero essenciais para quem quer saber mais sobre ela. Sobre a Silhouette Cameo, não escrevi tanto! Ou será não escrevi nada?

Mas, para quem está chegando ou começando agora, o que são DCMs? 
Existem muitas máquinas no mercado. Vou falar sobre Cricut Explorer e Silhouette Cameo. Mas posso citar outras, como a Scan Cut, da Brother (que não sei absolutamente nada). Mas também tem uma família de Cricuts e Silhouettes... Temos Cricut Expression, Cricut Expression 2, etc. Além da Silhouette Cameo, existem a Portrait e a  Curio. A Adines escreveu muito bem sobre esta última neste post aqui!
DCMs são máquinas eletrônicas, de corte diverso, usadas principalmente em trabalhos de artesanato, capazes de cortar uma variedade de materiais, como papel, vinil, couro, tecido, etc. Para papel, o corte é tranquilo, para tecido precisamos de alguns cuidados.
Hoje, as máquinas atuais, exigem o uso de computador, ligado a elas via USB e também WiFi, caso da Cricut Explorer Air. 
Nota: A Silhouette Cameo permite cortar a partir de um drive USB, sem a necessidade do computador. Não sei muito sobre isto e também não vejo vantagem, pois o interessante é trabalhar no software.
Com relação aos modelos de Cricut Explorer disponíveis, vocês podem ler este meus posts anteriores sobre ela. Quanto a família Silhouette, vou me ater a Cameo.

O que eu preciso saber para cortar nestas máquinas?

Independente de qual você escolher, o básico é:
  1. Instalar a máquina e conectá-la ao seu computador via cabo USB. Uma tarefa relativamente simples para quem já ligou uma impressora ao seu computador, inclusive o cabo USB é igual de impressora.
  2. O próximo passo é instalar o software ou programa da máquina no computador: o da Silhouette é o Design Studio e o da Cricut Explorer é o Design Space. 
Nota: Caso o modelo da Cricut seja diferente, a Expression, por exemplo, o software usado é o Craft Room. 
Nota: Existem outros softwares que podem ser usados nestas máquinas, como o SCAL, mas somente por Cricut mais antigas, caso você já possua o software, pois ele não é mais vendido. Já a Silhouette aceita o SCAL a partir da versão 3.

3. Instalado o software, que você pode baixar a partir da internet, você vai usá-lo para criar um desenho ou comprar um desenho pronto, direto da loja, cujo “link” é disponível no próprio programa. 

4. Escolheu o desenho ou imagem que quer cortar? Então, envie para a máquina que ela vai cortar. Claro que para isto você precisa prepará-la. É preciso ter um mat ou “tapete” que é uma estrutura rígida, do tamanho 30 x 30 cm, auto-adesivo, onde você cola o papel que cortará o desenho escolhido. 

Veja este vídeo da Cricut Explorer:


Outras comparações: 

Qual máquina é mais forte,  Cameo ou Cricut Explorer?

Segundo alguns testes que li, portanto, não é a minha opinião, a Cricut Explorer é mais forte do que a Cameo. A Cricut Explorer não é considerada uma máquina de cortes pesados, mas ela foi capaz de cortar mais materiais do que a Cameo. Segundo o fabricante, a Cricut Explorer vem com uma lâmina de metal de design alemão, que é diferenciado, mais “duro”, tornando as lâminas mais duráveis, e também com a possibilidade de usar lâmina de corte profundo.
Vou transcrever os resultados que encontrei neste blog (http://personaldiecutting.com/silhouette-cameo-vs-cricut-explore/):

Material
Cameo
Explorer
EVA
Falhou
Passou no teste
Couro
Falhou
Passou no teste
Chipboard (não cita a expessura)
Falhou
Passou no teste
Imã
Falhou
Passou no teste
Alumínio
Falhou
Passou no teste
Cortiça
Falhou
Passou no teste

Faltou feltro não é? Apesar de ler que a Explorer corta feltro, eu só acredito vendo. 
Outro detalhe, a Cameo é capaz de cortar imã, mas os relatos que encontrei foram usando o da marca própria.
Nota: sinceramente, as duas cortam muito bem. Não acho que, caso uma corte melhor que  a outra, seja uma diferença muito grande. Comparando a minha Cricut com a minha Silhouette, não vejo uma diferença tão grande, principalmente se as lâminas forem novas. Agora, gosto muito da lâmina da Cricut no que diz respeito a limpeza. Ela sai toda de dentro da estrutura em que é encaixada, possibilitando limpar todo resíduo de papel. Já a Cameo é fixa, mais difícil pra limpar. 

Qual software é melhor?
Apesar de não ter a Explorer (alguém quer me dar uma??) e portanto, não ter experiência com o Design Space, sou obrigada a concordar com as diversas opiniões que tenho lido: uma das grandes diferenças entre a Cameo e Cricut Explorer é o software que as duas máquinas usam. O da Cameo parece ser beeeem superior!

Observação: As Cricuts antigas usam o Cricut Craft Room. Ele não é compatível com a Explorer, não dá para exportar os trabalhos e parece ser um pouco diferente do Cricut Design Space, da nova Explorer.

O que eu já li sobre? 
O Silhouette Design Studio é muito mais poderoso e avançado do que o Design Space. O software permite que os usuários da Cameo tenham total liberdade para criar seus próprios projetos. Claro, que para isto você precisa ter noções de design e ainda se dedicar um pouco mais ao aprendizado do software. Eu por exemplo, não faço nada, não sou designer e não estudo direito!
Algumas pessoas dizem que as imagens adquiridas na loja da Cameo também são mais profissionais, mais detalhadas, elaboradas e mais criativas até. Até concordaria há algum tempo atrás, mas tenho visto ótimos desenhos da Cricut, além do fato de podermos cortar arquivos svg na Explorer (explico daqui a pouco).
O Design Studio te dá liberdade para criar o que você quiser, mas o Design Space parece ser bem limitado.
Mas a superioridade tem seu preço, ele parece ser mais difícil de usar. No começo, eu apanhei, mas depois fui aprendendo e me familiarizando. Saber um pouco de Corel me ajudou também. Mas tenho certeza que não uso todas as funcionalidades dele. 
Eu uso a versão básica do Design Studio, que é grátis e me permite utilizar arquivos com as extensões jpg, bmp e png. Mas pra quem quer mais, pode usar a versão paga, em torno de 50 dólares e que permite cortar arquivos svg inclusive. Eu não comprei antes e agora que não compro mesmo! O dólar inviabilizou! Também não pago mais a assinatura mensal, que permite baixar um determinado número de arquivos mensalmente. Com o dólar nas alturas, achei que se tornou um custo alto. Quando preciso vou lá e compro imagens individuais, a R$4,00 em média, caso não seja para uso comercial. Se for para uso comercial, pago um pouco mais caro!

Segundo minhas leituras, o software Design Space, é mais fácil e mais simples de usar em comparação com o software Design Studio. Isso é bom para os usuários que querem criar desenhos simples e que não pretendem criar suas próprias imagens a partir do zero, pois as opções são muito limitadas. Uma grande desvantagem dele é a necessidade de estar sempre conectado a internet. 
Tipos de arquivos compatíveis para o software da Cricut: .svg, .png, .dxf, .gif, .bmp e .jpg. 
Para usar as imagens da Cameo, basta ir a loja e comprá-las. Você tem a opção de uma assinatura mensal, que lhe dá direito a comprar uma quantidade x de imagens, saindo um pouco mais em conta. Eu desisti da assinatura porque  a mais barata é 10 dólares, então 40 reais por mês é um pouco exagerado pra mim, como já disse acima. Eu já não uso tantas imagens assim. Mas as imagens compradas são minhas.
Agora pelo que entendi, na Cricut você paga uma assinatura anual ou mensal, tem direito de usar qualquer imagem, mas quando acaba a assinatura, perde as imagens, ou seja, você não as compra. É uma espécie de aluguel. E a assinatura anual ou mensal é praticamente o mesmo preço: 40 reais ao mês (carooo!)
Mas o que achei mais importante reforçar: SDS é um programa para você baixar em suas máquinas, já o CDS é baseado na web. Isto significa que você tem que estar conectado na internet para usá-lo. Acho isto péssimo! Gosto de trabalhar offline. Já imaginou ter que fazer um trabalho e a internet não estar funcionando? Rídiculo!!

Pesquisando e navegando pela net, achei esta página da Amazon, e um comentário bem interessante, que vou tentar resumir aqui.
Eu super me identifiquei com algumas coisas dela. Ela tinha a Cricut Expression, e também comprou uma Cameo, porque queria algo mais moderno e tecnológico, já que a Cricut estava ficando para trás. Agora ela comprou a Explorer e faz algumas comparações.

Comparações que não me fazem ver grandes vantagens ou desvantagens:
  • Cricut é maior, porém mais leve que a Cameo.
  • Cricut corta com uma velocidade surpreendente.
  • Cricut é bem silenciosa.

Mas acho vantagem: A lâmina com design alemão da nova Cricut é robusta e tem sido um importante destaque da explorer, com superioridade absoluta em relação a Cameo  e ainda são mais baratas e mais duradouras (segundo opiniões que li, não fiz teste). Mas posso dizer que a limpeza das lâminas da Cricut é um ponto positivo. Odeio limpar a lâmina da Cameo, pois ela não desmonta fácil.
Além da lâmina, os mats da Cricut também são muito elogiados. Com relação as estes eu posso afirmar, porque já testei e achei que os mats da Cricut são infinitamente melhores que da Cameo.

Achei uma tabela bem interessante, com algumas diferenças básicas entre as duas: 


Cameo
Cricut Explorer
Corta
Sim
Sim
Desenha
Sim
Sim
Imprime e corta (print and cut)
Sim
Sim
PixScan 
Sim
Não
Corta e vinca ou corta e desenha ao mesmo tempo
Não
Sim
Seleção das configurações de corte
Manual, no software
Smart Set Dial
Touchscreen
Somente nas versões mais recentes
Não
Corte via wi-fi
Não
Sim
Necessidade de internet para corte
Não
Sim
Software
Silhouette Studio Designer 
Cricut Design Space

VEREDITO FINAL 
Realmente dependente de você.
  • O nível de ruído é importante? Então você precisa de uma máquina mais silenciosa! Pode parecer pouco irrelevante para algumas pessoas, mas pra quem trabalha com várias máquinas, cortando ao mesmo tempo, pode ser um fator considerável. Eu já usei ao mesmo tempo, Cricut, Silhouette e impressora. Realmente não é muito agradável!
  • Utilização e facilidade de uso: Parece que realmente a Explorer é mais fácil de usar, contanto que você tenha conhecimentos básicos de informática. E tenha uma boa conexão a internet. Pra quem vai comprar uma die cut pela primeira vez, acho que esta facilidade de uso conta muito.
  • Vai fazer uso profissional? A Cameo, na minha humilde opinião, ainda é a melhor opção!
  • Já tem uma Cameo e precisa comprar outra máquina? Eu compraria a Explorer! 
  • Quer criar seus próprios designs, mais complexos e elaborados? Então o software da Silhouette Cameo te dá mais liberdade para isto. Mas se você é profissional, pode desenhar no Corel, Adobe Illustrator ou Photoshop, converter em svg e cortar na Explorer!


Não há uma resposta decisiva, fácil e certa. Tudo depende de você!
E por enquanto é isto! Espero contribuir e responder mais algumas dúvidas!
Bjim e até mais!

sábado, 9 de janeiro de 2016

Como trabalhar com festas!

Olá! Desta vez voltei rápido! E continuando a responder alguns e-mails e comentários…

Muitas pessoas me escrevem dizendo que tem interesse em trabalhar com festas, pedem orientações sobre como começar no negócio e claro, qual a melhor máquina pra isso.

Bem, eu não sou a melhor pessoa pra dar dicas sobre isto, mas como já respondi sobre o tema, resolvi transcrever para o blog e depois tentar falar sobre o que penso ser a “melhor” máquina. 

Bom, para quem quer começar a trabalhar com festas, a primeira dica que escrevo é: 

ESTUDE!

Se prepare! 

Apesar de estar envolvida com trabalhos artesanais há cerca de 8 anos, infelizmente não pude fazer disto minha atividade principal, pois preciso me dedicar a outras atividades. Adoraria, mas a cada ano que passa tenho reduzido mais e mais meus trabalhos com frufrus, como eu gosto de chamar! Mas sempre estudei muito e tentei me preparar o máximo para estes trabalhos, tanto a parte técnica como de gestão. Como diminui o ritmo, já não tenho tempo de me dedicar tanto ao aprendizado nesta área, mas sempre que posso leio alguma coisa. E claro, minhas outras atividades me dão algum suporte na parte de gestão. Por exemplo, atualmente curso uma pós graduação na área de contabilidade. 

Então, deixando o blá blá de lado, vamos ao que interessa: Estude, leia, compre livros, revistas, faça cursos, procure o SEBRAE para a área de gestão e assim por diante. Experimente digitar no "oráculo" Google: como trabalhar com festas.

Hoje temos inúmeras pessoas que oferecem cursos online interessantíssimos. Mas mesmo que ainda não tenha disponibilidade para investir $, a internet é uma ótima ferramenta de pesquisa. 
Claro, que serão muitas horas de dedicação, leitura, pesquisas, etc. Você precisa investir muito tempo no seu negócio e isto é só o começo! Eu digo isto, porque hoje a concorrência é bem maior, então não dá para entrar em um novo negócio sem estar muito bem preparado.

Muita gente pensa só nas máquinas pra iniciar no negócio de festas, mas faço algumas considerações. 
Você domina o computador? E programas de design? Photoshop? Corel Draw? Power Point (no mínimo)? Bem, um deles é essencial para quem quer trabalhar com festas. Desenvolver adesivos no Corel (ou em outro programa) é primordial. Se isto soa impossível pra você, trate de correr atrás de alguém que possa fazer este trabalho. 
Você vai precisar também de uma boa impressora ou contar com os serviços de uma gráfica.

Vou tentar sugerir algumas pessoas que oferecem cursos, sites, blogs, vídeos, enfim, um bom material de estudo pra quem quer começar.
Na parte técnica, podemos pensar em decoração e personalização de festas e utilização das máquinas. 
Para festas, temos muita informação disponível, cursos presenciais e online, vídeos no youtube, apostilas, livros… tem até programa de televisão específico (Fazendo a Festa, do GNT). A gente começa a pesquisar e vai encontrando uma infinidade de opções. O que eu faria? 
  1. Ju Françoso - tenho livro dela, já fiz curso e adoro. 
  2. http://www.augurifestas.com.br/ Ainda não fiz nada com a Kika, mas ela é ótima, tem um site ótimo, dá vários cursos presenciais e passou a oferecer online também. Mesmo que não possa pagar, o site já é uma excelente fonte de aprendizado e ela também tem um canal no Youtube com boas dicas.
  3. A Dany Peres tem um loja (https://likestore.com.br/store/showcase/danyperesdesign) onde disponibiliza apostilas excelentes. Já comprei dela e tem ótimas dicas. Ela tem linha de papéis lindos, dá cursos presenciais e um trabalho bem diferenciado. Tem também o facebook dela: https://www.facebook.com/DanyPeresDesign/
  4. A Karlinha é minha amiga, este é o face dela: https://www.facebook.com/karlascrap Ela tem um trabalho incrível, um estilo só dela, e ultimamente passou a dar cursos presenciais. Uma ótima escolha.
  5. A Tatiana Ulhoa, da Decorando Emoções, tem cursos online e presenciais. Parecem excelentes, bem completos. 
  6. Outra Tathyana, a Abreu, cujo trabalho conheci recentemente. Tem ótimos vídeos no seu canal do Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCiMt9Jlzu_dLvBUguecCbzg Tem também o site: http://www.tathyanaabreu.com.br/
*Observação: falei de sites, blogs, face, mas o Instagram é uma ótima rede social, que deve ser explorada.

Máquinas:
Juro que não conheço cursos, em português, da Cricut. Adoraria voltar a fazer o meu, mas…. Depois de ver tanta coisa boa, sei que nunca mais vou conseguir disponibilizar meu curso online. Ele se tornou ridículo perto da qualidade dos cursos que tenho visto ultimamente. Além disso, acho que minha Cricut, a Expression, está obsoleta. A melhor agora é a Explorer. Mas em inglês, temos muita disponibilidade de material. 

PRECISO DE UMA EXPLORER!!!

Agora, cursos de Silhouette Cameo, são inúmeros, tanto presenciais quanto online. Hoje toda cidade que tem uma loja de artesanato, quase sempre oferece cursos da Cameo. Sem contar os materiais gratuitos que encontramos em blogs, grupos de discussão, YouTube e afins. Eu aprendi Silhouette pesquisando blogs e o principal deles foi o da Grice, de Brasilia, o http://scrapembrasilia.blogspot.com.br/. Ela também dá cursos. 
Outra opção:
  1. A Karin, do http://silhouetteiravoadora.blogspot.com.br/ é super conhecida! Acabou de publicar um post trazendo novidades para 2016, novos cursos pra ensinar a ganhar dinheiro com a Cameo. 
E sobre gestão? Parte importantíssima! Planejar seu investimento e depois gerir de forma ideal, afinal, você quer ganhar dinheiro com seu novo negócio. Separei alguns links que acho interessantes:
Alguns links são da Eduk, que aliás tem muitos cursos interessantes, alguns podíamos assistir de graça (não sei como está hoje).

Material sobre Microempreendedor individual:
http://contaazul.com/blog/tornando-se-mei-forma-rapida-simples/
Outros:

E qual máquina devo comprar? Qual é a melhor?

Falar sobre isto é escrever um post novo! Mas enquanto este dia não chega, preciso dizer o seguinte:

Estudou tudo o que eu falei?
Então, o que você planejou? Que tipo de produto pretende desenvolver? 
Sabendo disso, você saberá quais os investimentos precisará fazer, inclusive se precisa realmente de uma máquina de corte, como a Silhouette ou Cricut. De repente você resolveu fazer trabalhos com feltro… aí não precisa de nenhuma delas! Entendeu onde quero chegar?
Já fiz festas sem sequer ligar minhas máquinas! Só com adesivos, ou só com furadores, ou só com guilhotina e estilete, ou só com a Sizzix, e assim por diante. Por isso é importante demais saber o que vai fazer. As vezes, você pode deixar o investimento em uma máquina destas pra mais tarde, quando o negócio já estiver deslanchando. Nós só compramos a Cameo depois de um bom tempo atuando em festas. 

Bom, pra quem teve paciência de ler até aqui, espero ter ajudado e também respondido aos leitores que sempre me perguntam sobre este assunto. Prometo que vou escrever sobre as máquinas no próximo post. 
E pra quem gostou, deixe um comentário e vamos trocar ideias por aqui! 
E pra resumir tudo: DEDICAÇÃO, ESTUDO, TEMPO, PACIÊNCIA, AMOR! 

E depois de tudo estar funcionando, você ainda vai continuar aplicando tudo isto! Apesar de podermos trabalhar em casa, muitas vezes nos dedicamos muito mais do que se estivéssemos trabalhando fora. Já perdi as contas dos dias trabalhando até meia noite!
Bjim e até breve!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Cricut Explorer: tentando responder algumas dúvidas.

Nossa, quanto tempo sem escrever! Mas ficou muito feliz em ver que o blog é bastante visitado ainda! 
E agora que estou de férias consigo atualizar minhas coisas, responder e-mails atrasados, e sempre a promessa de ano novo é voltar a escrever no blog. Na verdade, estou parcialmente de férias, mas escrever aqui é uma forma de descansar! 
E enquanto não cumpro minha promessa de voltar, vou tentar ao menos responder alguns comentários e e-mails. 
Um dos problemas que tenho é não ter o contato ou e-mail de todos que me escrevem. Sempre fico na dúvida se verão minha resposta nos comentários. Desta vez, resolvi responder na forma de post.

Tenho recebido muitos comentários e e-mails sobre a nova Cricut, a Explorer e suas sucessoras, como a Air. Infelizmente, não posso dar muitos detalhes sobre ela, mas com certeza ela está na minha lista de desejos. Por um tempo, eu cheguei a pensar que ela era a melhor máquina no mercado, mas a Silhouette lançou  a Curio, que acho que também é uma excelente máquina. Mas, como tenho dito, finalmente a Cricut voltou a ser competitiva e passou a brigar de igual pra igual com a Silhouette Cameo. Como sempre, não dá pra comparar e chegar a uma conclusão sobre qual é a melhor. Depende de uma série de fatores, inclusive é questão de escolha pessoal.

Então vamos logo às minhas respostas:

Boa tarde Flávia! Você não pode imaginar que alegria encontrar seu blog e ainda ter tantas pessoas escrevendo para esclarecer minhas dúvidas. Eu consegui comprar uma Cricut Explorer Air e ainda não chegou. Será que vou me arrepender? Eu gosto muito de fazer artesanato e estou sempre inventando coisas… Quanto à você ser muito crítica com seus posts acho que nem deve se preocupar. O que importa é você estar compartilhando suas ideias e esclarecendo as nossas dúvidas.
Um abraço 
Martha


Martha querida, obrigada pelo carinho. Realmente acho que seria melhor escrever ao menos um pouquinho do que nada!
Imagino que já esteja se divertindo com sua nova Cricut, e tenho certeza que não irá se arrepender. 
Mas digo uma coisa, a você e a todas que estão querendo comprar ou já compraram qualquer uma destas máquinas de corte, as chamadas DCMs ou Die Cut Machines: os fabricantes criaram máquinas bastante profissionais, acho que saímos daquela “era” de uso amador, caseiro destas máquinas. Sendo assim, é preciso muita dedicação e estudo para usá-las. E não é pouco tempo de dedicação não! Digo por mim mesma, não uso nem a metade do que a Cameo oferece, só utilizo o programa gratuito, não tenho usado minha Cricut como deveria, tudo isto porque não tenho mais tempo para me dedicar a estudá-las. O programa da Cricut por exemplo, o Craft Room, já tentei usar várias vezes e não consigo. Então: 

Dica para quem está querendo investir nestas belezuras: se não tiver tempo, facilidade com computadores e softwares, melhor escolher algo mais simples, pois sua máquina corre sério risco de ficar parada!

A Jane Maciel escreveu: Ola, sou nova aqui, mas como indo aos Estados Unidos, trouxe uma cricut expression air, gostaria de comentar. Tenho tido dificuldades em encontrar papeis na gramatura e textura mais adequada. Isso na cidade onde moro, e redondezas, naturalmente devo encontrar em capitais ou gráficas. To de olho rs. As gramaturas seriam de 297, alguns de 180 menos um de gramatura 297 tipo linho. Esse tipo linho e lindo, mas não corta legal, ele fica com o corte mascado.Estou a procura aqui de caneta porque a minha acabou a tinta rapidinho, e sinceramente me esqueci de trazer mais. Ela possui alguns projetos em que imprimimos a figura, salvamos e colocamos na placa de corte, ela acende uma luz e desliza reconhecendo a area, e depois corta fielmente.
Legal isso, embora tenham poucos projetos. Obrigada pelo espaco. Boa sorte!


Jane, realmente os papéis são muito importantes na qualidade do corte. Não sei se já viu, mas já escrevi um post sobre isto aqui no blog, que apesar de antigo, ainda é interessante. 
Eu não sou especialista, mas digo que alguns papéis são moles e não cortam bem, rasgam com facilidade ou mascam como disse. Claro, que lâminas novas cortam melhor também, mas o papel ajuda. Eu uso muito os da linha Colorplus, que também não encontro aqui, então só me resta comprar on line. Ultimamente, tenho visto na Aquarela Suprimentos, eles tem se dedicado a papéis e suprimentos para Silhouette e outros itens de scrap. Está bem interessante! Só compro de 180 gr, acho que não precisa mais que isso. A Tilibra tem algumas linhas legais também! Não sei exatamente qual o fabricante, mas já usei o Filipaper, o diplomata. Agora o linho realmente é um papel que acho mole e não corta legal, assim como o vergê. Normalmente, com papéis kraft tenho excelentes resultados, eles são bem duros. Os papéis específicos para scrapbook, como os da Tok e Crie também são ótimos. Agora, nada se compara aos importados… amo os da American Crafts texturizados. Mas o preço inviabiliza, só uso em projetos meus, porque para venda não dá!
O ajuste das configurações da lâmina também é importante. 
Agora, quanto a imprimir e cortar, esta era a grande falha da Cricut e foi por isso que comprei a Cameo, para imprimir e cortar! Agora a Explorer pode fazer o PRINT THEN CUT. Não posso afirmar com certeza, mas acho que você pode usar outros projetos, além dos disponíveis na loja, ou seja, pode pegar qualquer imagens png, preparar no software e então imprimir e cortar. Fazemos assim na Silhouette e acho que na Explorer é a mesma coisa. Aliás, este é um assunto para um novo post, pois estou apanhando em conseguir cortar “fielmente” com a Cameo. Ultimamente ela tem me dado trabalho e muitas perdas, cortando tudo torto!

A Fernanda Meier disse: Olá.. minha dúvida é quanto a escrita na Cricut.
Não sei se é a fonte que escolhi mal ou a qualidade do papel pois minhas experiências não foram boas. Fiz teste no papel kraft e no diplomata 180g e ambos ficaram aspecto de borrado porque ela escreve preenchendo a letra duas vezes..talvez eu não saiba regular ela da forma correta. Alguém tem alguma dica pra me dar?


Fernanda acredito que esteja havendo algum problema de configuração mesmo. Ela não deveria preencher 2 vezes. Será que você não está escolhendo corte duplo? Não acho que o diplomata ou o kraft possam borrar, se fosse um papel fotográfico poderia ser, mas com eles…. não acredito. Também não acho que seja a caneta. A questão vai ser a configuração mesmo! Verifique corte duplo, pressão ( eu usava a mais baixa para escrever) e velocidade. Faz tempo que não escrevo! 

Le Biscuit Festas disse: Ola pessoal, Acabei de trazer minha Cricut explorer air, e confesso estou apanhando muitooooo. Sempre usei a silhouette e não consigo fazer nada neste programa online dela, tem outra alternativa??
Existe algum programa tipo o da Silhouette? Socorrooooo !! Nao quero me arrepender de ter comprado a Cricut, mas ja estou ficando meio chateda ...affff


Fernandaaaaa, please não fique chateada! rsrsrs Meu sonho! Bem, eu não testei o novo programa, o Design Space, mas com o Craft Room, já brinquei um pouco, ele é diferente do design studio da Cameo, mas achei bastante intuitivo. A questão é que sempre fui mais familiarizada com a Cricut, então tinha facilidade. Já com a Cameo apanhei mais e confesso que ela ficou parada uns 3 meses e acho que fiquei como você, achava o programa difícil, chato, nada intuitivo, quase desisiti, fiquei chateada e tudo mais. Mas depois fui tentando, me desligando, tentando quebrar preconceitos de só querer a Cricut e finalmente consegui. Na verdade, eu trabalhava com um software chamado SCAL - Sure Cuts a Lot, que eu usava na Cricut. Ele foi proibido, mas a Silhouette permite e acho que a Explorer também aceita. Mas não te aconselho usar outro programa, não são parecidos com o Design Studio.
Pra te falar mais eu teria que usá-lo. Vou tentar abrir. Ele tem uma grande desvantagem que é ser exclusivamente on line. Pena! Mas olha, se isto servir de consolo, as revisões que tenho lido e também as comparações, tem exaltado a Explorer. Não desista! Como eu disse acima, a gente tem que se dedicar e estudar um pouquinho mais, infelizmente! 

Assisti este vídeo: http://us.cricut.com/home/learn/software/design-space e realmente vi que ele é diferente do Craft Room. Também pensei que ele fosse mais parecido com o Design Studio, mas não é. Achei legal a parte que ele já separa o desenho em camadas!

Bem pessoal, ainda tenho muita coisa pra responder, mas vou tentar aos poucos. Por enquanto, começo por estes.
Espero, como sempre ter ajudado!
Obrigada por estarem presente!
Até breve
Flávia

terça-feira, 16 de junho de 2015

Mais sobre a Cricut Explore

 

image

A Provo Craft entrou na briga pelo mercado de Die Cuts novamente com o lançamento da Cricut Explore. Agora a família está crescendo… (a Silhouette também está lançando novidades, mostrando que a briga é feia, o que só nos traz vantagens… e dúvidas!!)

Sendo assim, e considerando alguns e-mails que recebo, vou escrever o resultado de uma breve pesquisa que fiz sobre as novas máquinas da família Cricut.

A primeira delas, chamada agora Cricut Explore Original (em verde na imagem acima) e sobre a qual já falei um pouco neste outro post. Depois veio a AIR (em azul), e mais recentemente a ONE (em cinza).

Basicamente todas elas fazem o seguinte:

  • Cortes delicados perfeitamente, cortes de cardstock, vinil, tecido, madeira, metal, couro, espuma, madeira prensada, etiquetas, feltro, acetato, folhas de alumínio, Canvas... e + 50 tipos de outros materiais todos cortados perfeitamente! 

Bem, é preciso saber que alguns materiais são somente os especificados pelo fabricante e tem que ter um preparo. Só um exemplo, não é qualquer feltro que ela corta, conforme relatos que já ouvi por aí! Mas o básico que a gente precisa ela corta. E segundo comentários, realmente o resultado é fantástico!!

  • Todas tem o “Smart Set Dial”, para ajuste da pressão, profundidade e velocidade para cada tipo de material automaticamente”"!
  • Todas tem uma lâmina com uma “tal tecnologia alemã” que dura mais e corta melhor do que qualquer outra lâmina.
  • Todas tem um compartimento de armazenagem e um local para inserir cartuchos que você já possua.
  • Todas requerem o uso da internet e de um computador para que funcione corretamente. Atualmente não é possível usá-la offline.
  • Todas trabalham com o software Cricut Design Space.
  • Todas permitem o acesso a biblioteca de imagens, que permite que você crie projetos, compre imagens prontas, tenha acesso a algumas imagens livres, etc. 
  • Todas permitem fazer upload de suas próprias imagens com extensão jpg, .gif, .png, .bmp para criar uma imagem de única camada e até mesmo arquivos .svg e .dxf para criar imagens com múltiplas camadas, coloridas, etc.
  • Todas permitem o uso da função PRINT THEN CUT, ou seja, imprima na sua impressora convencional e depois corte na Cricut!
  • Todas permitem a utilização da Lâmina Cricut Deep Cut para cortar materiais mais espessos até 1,55 milímetros de espessura.

E qual a diferença entre elas?

Bem, quando eu escrevi sobre a original, eu mostrei a nova funcionalidade dela, de cortar e vincar ao mesmo tempo, devido a existência de uma peça (eles chamam de carriages… como traduzir? um “carrinho deslizante”?) onde era possível encaixar a lâmina para corte e também uma espécie de caneta para vincar ou escrever.

Cut-Write-600x276

Então, a diferença desta Original e da ONE, é que a segunda só tem um “carrinho”, ou seja, somente corta, sendo por isso a opção mais barata. Mas é possível comprar o “carrinho” para vinco ou escrita separadamente, mas uma coisa de cada vez, tem que trocar!

Além disso, tanto a Original quanto a ONE, podem usar um adaptador para Bluetooth (comprado separadamente), permitindo corte através deste tipo de conexão. Assim, podemos enviar via Bluetooth do computador ou do iPAD para a Cricut.

** para o uso com o iPAD existe o Cricut Design Space App, que é FREE!

Já a recém lançada AIR, não precisa de Bluetooth, pois funciona via Wifi (wireless), e esta é a grande diferença. 

Ela possui os 2 “carrinhos”, também podendo cortar e vincar ou escrever ao mesmo tempo.

Vou inserir aqui um quadro comparativo disponibilizado no site da Cricut que pode deixar tudo mais claro (em inglês, sorry!)

Captura de tela 2015-04-21 21.12.28

E para finalizar, em um dos e-mails que recebi, a Vera me perguntava quais acessórios comprar.

Bem, apesar de não conhecer esta nova máquina, vou escrever sobre o que eu compraria, baseado na minha experiência com a Cricut Expression:

Primeiro, eu compraria logo a AIR ou a ORIGINAL! A ONE tô fora, quero cortar e vincar ao mesmo tempo!!

Depois é preciso observar o local que você vai comprar, pois muitas vezes eles já disponibilizam a máquina com um kit básico, tipo mats, canetas, etc. Então, precisamos ficar atentos na hora de comprar e ver os itens incluídos.

Agora sim, ACESSÓRIOS que considero BÁSICOS:

1. MATS

Eles lançaram vários tipos de mat, cuja diferença está na adesividade (quantidade de cola). Já escrevi sobre eles aqui. Então eu compraria logo pelo menos uns 2 de cada. Acho que do verde eu compraria até mais. Eles duram muito, mas eu gosto de ter estoque, principalmente se estiver comprando fora. Eles são leves e não ocupam tanto espaço na mala. Agora é claro, que eu uso muito. Para usar esporadicamente, tipo 2 vezes ao mês, não precisa exagerar. Eu uso todo fim de semana praticamente, o dia todo. Na verdade, vivo recuperando meus mats. Mas chega uma hora que não dá mais. Devo ter uns 20.

Já que estamos falando de mats, compraria também pelo menos um no tamanho 12 x 24. Ele já me foi útil várias vezes.

 

2. LÂMINAS

Cricut® German carbide premium blade Cerca de 9 dólares!

Duram muito, e segundo eles, estas duram ainda mais. Mas compraria umas 2 pelo menos (lembrando o tanto que uso). Elas são difíceis de achar por aqui. Até hoje, só comprei uma vez. Também tenho várias. E agora quero saber se esta tal alemã funciona na minha expression!?!

Não esquecer de acrescentar a Cricut Explore® Deep Cut Blade With Housing ou seja, a lâmina para cortes profundos e a Housing é a peça onde a lâmina se encaixa.

Também não esquecer da Cricut Tools Scoring Stylus, ou seja, a ferramenta que vinca (caso não esteja incluída no pacote)

3. CANETAS

Se ela permite escrever ao mesmo tempo, temos que ter canetas, metalizadas inclusive.

Eu acho que estes são os básicos e imprescindíveis. 

E claro, não podemos nos esquecer que ela trabalha cortando papel, então o mais básico de tudo é PAPEL! E os cardstocks importados como da American Crafts, que são baratinhos (ou eram antes do dólar virar o que virou) oferecem cortes bem melhores, mais bonitos, mais tudo!! Vale a pena comprar muito papel! Pena que pesa!!

Pausa: tô morrendo de vontade de comprar tudo isto!!

ACESSÓRIOS INTERESSANTES QUE TALVEZ EU COMPRARIA:

Depende do preço e da facilidade de transporte. Não são exclusivos da Explore e eu adoraria experimentar. Mas sei que existem similares, inclusive da Silhouette Cameo.

Material para cortar carimbos, folhas metálicas próprias da Cricut, Craft Foam (uma espécie de EVA), material para transfer em tecido, etc.

Aqui neste link e neste tem algumas opções de acessórios!

ACESSÓRIOS QUE EU NÃO COMPRARIA

Mas já comprei igual a este, só que o equivalente da expression. Quase não uso e prefiro outros parecidos, e que fazem a mesma função, tipo uma espátula para retirar os cortes grudados no mat!

KIT

 

Também não compraria VINIL. Aqui tem aos montes!!

 

Por enquanto é isto!

Obrigada por passar por aqui!

 

Minhas fontes de pesquisa:

http://www.damasklove.com/the-cricut-explore-family-explained/

http://www.scrapmequickdesigns.com/whats-up-with-all-these-cricut-explore-machines/

sábado, 25 de abril de 2015

Ensaiando uma volta e estudando sobre a nova Cricut Explore!

Pois é, isto é mais uma das minhas tentativas de voltar. Então, sem blá blá blá e vamos logo ao motivo deste post!

Tenho recebido muitos e-mails sobre a nova Cricut Explore. Infelizmente não consigo responder a todos como gostaria. Então, resolvi tentar escrever um pouco sobre ela. Na verdade, como sempre, isto me motiva a entender um pouco mais sobre a nova máquina, já que há um bom tempo deixei de ler sobre todas, simplesmente por ter outras prioridades no momento (não, não vou culpar a falta de tempo!).

Resumindo, para quem não sabe nada, Cricut é a linha de Die Cut Machines - DCM da Provo Craft. Muitos me perguntam sobre estas “impressoras”, mas elas não imprimem! São máquinas de corte e para cortar imagens impressas, temos que enviar o trabalho para uma impressora convencional! Não é objetivo do meu post falar sobre DCMs diversas, diferenças, capacidades, etc. Para isto, tem muitos outros posts aqui e no blog Die Cuts e Cia!

A Cricut perdeu muito espaço nos últimos anos para outras DCMs, principalmente para a Silhouette Cameo (até eu comprei a minha). Isto porque a Provo Craft resolveu proibir a utilização de programas alternativos para corte de imagens usando a Cricut, meu caso, que ao invés de usar somente cartuchos, comprei o software Sure Cuts a Lot, que permite um infinidade de cortes de imagens e de fontes, uma opção bem mais barata do que investir em cartuchos.

Agora finalmente, eles resolveram correr atrás do prejuízo e lançaram a Cricut Explorer, assunto do meu penúltimo post (leia para entender melhor). Agora, eles estão focando única e quase que exclusivamente nela, ou seja, azar de nós que possuímos modelos antigos, como a minha, Cricut Expression 1.

O novo modelo parece ser realmente incrível e os lançamentos só me fazem ficar louca de vontade (o que vai continuar por um bom tempo…$$$$). Em pouco mais de um ano, eles já tem 3 modelos diferentes e muitas novidades. Vejam foto abaixo (mas prometo tentar escrever sobre estas novidades):

Captura de tela 2015-04-21 21.06.09

Uma das grandes vantagens desta nova DCM é o seu software, o Design Space. Mas o que são estes softwares?

Bem, de uma forma bem simples, são os programas que instalamos no computador, para trabalhar as imagens ou fontes que prentedemos cortar e então enviar para a Cricut a “ordem para cortar”. Assim, não precisamos comprar cartuchos e as possibilidades de corte aumentam muito. Apesar de continuarmos a pagar para ter a imagem, os valores são mais acessíveis. A Provo Craft disponibiliza 2 softwares para suas máquinas: o Design Space para a Explorer e o Craft Room para as outras. Os dois são gratuitos, podem ser baixados mesmo que você não tenha nenhuma máquina,  e então testados.

Observação 1: Não vou fazer nenhum tipo de comparação aqui com a Silhouette Cameo e seu software o Design Studio (nossa, semelhante né!). Mas para quem não resiste, tanto a máquina (Cameo) quanto o software (Design Studio) são fantásticos! E olha que todo mundo sabe que sou CRICUTEIRA APAIXONADA!

Tenho a Expression versão 1 (também há o modelo 2), mas não uso o Craft Room. Isto porque eu tenho o Sure Cuts a Lot – SCAL e para quem já havia comprado, a utilização é possível. Eu preferi continuar com ele, porque posso cortar fontes e imagens grátis e ainda criar alguns desenhos (simples, porque não domino a arte). Tive medo de instalar o Craft Room e ao atualizar a máquina, perder o SCAL. Sendo assim, não sei trabalhar com nenhum software da Provo Craft.

Na verdade, eu até tentei usá-lo, mas ao reconhecer minha Cricut, ele pede pra atualizar o firmware. Minha versão é a 2.31 e a mais atual é a 2.43. Párei neste ponto e estou pensando o que vou fazer. Tenho 2 opções:

1. Não atualizar e continuar somente com os cartuchos que já tenho + o SCAL

2. Atualizar e correr o risco de ficar sem o SCAL. Neste caso, eu perderia o SCAL, mas ganharia com a possibidade de usar novas imagens que ainda não tenho. Nesta opção ainda me resta uma saída, continuar usando o SCAL, mas na Silhouette Cameo, usando a versão 3 ou 4. Espero decidir em breve. Para atualizar para a última versão, preciso pagar “apenas” 20 dólares!

O legal desta última opção é que sao imagens diferentes daquelas usadas pela grande maioria das crafters de hoje em dia, que usam Silhouette Cameo.

Continuando… O Craft Room é bem interessante para quem não tem o SCAL, entretanto, com o lançamento do Design Space, que só funciona com a Explorer, achei que ele ficou “arcaico”, tendo em vista as novas funcionalidades que o DS oferece, inclusive, permitindo o uso de arquivos SVG. Entretanto, para quem é design e domina as técnicas de criação de imagens, o Craft Room, permite algumas brincadeiras. É possível editar as imagens vendidas. Agora sinceramente, não sei até que ponto ele permite criar seus próprios designs. Pelo que entendi, você só pode criar, modificar, editar, a partir de imagens que tenha comprado! Ou seja, se eu preciso de um pássaro, não dá para criar o meu próprio desenho, mas dá para fazer algumas modificações nos designs existentes (claro, deve haver alguma restrição!). Vou estudando e publicando minhas descobertas.

Ao instalar o Cricut Craft Room® todos terão acesso livre ao chamado Cricut Craft Room® Basics, um cartucho digital free. Se você já possui outros cartuchos, não precisa comprar novamente, lógico, basta inserí-los na Cricut, conectar ao computador e fazer a “sincronização” com o Craft Room.

Dentre os e-mails que recebi, alguns perguntavam: posso cortar ou importar imagens svg e convertê-las no Craft Room?

Não, não pode. Craft Room não corta SVG.

Instalei o software e estou fazendo alguns testes nele. As imagens disponiveis são bem básicas, mas já dá para começar a brincadeira.

Outra opção é comprar novas imagens, individuais ou um cartucho inteiro, versão digital. Me parece que também oferecem a imagem da semana free. Vou acompanhar!

Pausa: Estou enlouquecida escrevendo este post, tanta novidade que estou descobrindo. kkkk. Acabei de descobrir que a Provo lançou um cartucho com os personagens do Frozen!! Custa a bagatela de 30 dólares! Merece um post extra!

Cricut® Disney Frozen™ cartridge

Eu tenho mania, de começar a escrever um post, achar que não está pronto e nunca publicar. Então, agora vou fazer diferente. Vou publicando tudo que escrevo e ver o que acontece. Acho que pode ficar mais fácil a minha volta e também, vou deixar de ter tantos rascunhos inacabados.

Pra quem quiser já ler mais sobre assunto, deixo o link dos posts que estou usando como referência:

http://www.obsessedwithscrapbooking.com/2011/12/how-to-import-files-into-cricut-craft.html

http://svgcuts.com/blog/2014/02/19/using-svg-files-with-cricut-design-space-svgcuts-com/

Obrigada e até breve (espero)!

Bjim!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...