terça-feira, 16 de junho de 2015

Mais sobre a Cricut Explore

 

image

A Provo Craft entrou na briga pelo mercado de Die Cuts novamente com o lançamento da Cricut Explore. Agora a família está crescendo… (a Silhouette também está lançando novidades, mostrando que a briga é feia, o que só nos traz vantagens… e dúvidas!!)

Sendo assim, e considerando alguns e-mails que recebo, vou escrever o resultado de uma breve pesquisa que fiz sobre as novas máquinas da família Cricut.

A primeira delas, chamada agora Cricut Explore Original (em verde na imagem acima) e sobre a qual já falei um pouco neste outro post. Depois veio a AIR (em azul), e mais recentemente a ONE (em cinza).

Basicamente todas elas fazem o seguinte:

  • Cortes delicados perfeitamente, cortes de cardstock, vinil, tecido, madeira, metal, couro, espuma, madeira prensada, etiquetas, feltro, acetato, folhas de alumínio, Canvas... e + 50 tipos de outros materiais todos cortados perfeitamente! 

Bem, é preciso saber que alguns materiais são somente os especificados pelo fabricante e tem que ter um preparo. Só um exemplo, não é qualquer feltro que ela corta, conforme relatos que já ouvi por aí! Mas o básico que a gente precisa ela corta. E segundo comentários, realmente o resultado é fantástico!!

  • Todas tem o “Smart Set Dial”, para ajuste da pressão, profundidade e velocidade para cada tipo de material automaticamente”"!
  • Todas tem uma lâmina com uma “tal tecnologia alemã” que dura mais e corta melhor do que qualquer outra lâmina.
  • Todas tem um compartimento de armazenagem e um local para inserir cartuchos que você já possua.
  • Todas requerem o uso da internet e de um computador para que funcione corretamente. Atualmente não é possível usá-la offline.
  • Todas trabalham com o software Cricut Design Space.
  • Todas permitem o acesso a biblioteca de imagens, que permite que você crie projetos, compre imagens prontas, tenha acesso a algumas imagens livres, etc. 
  • Todas permitem fazer upload de suas próprias imagens com extensão jpg, .gif, .png, .bmp para criar uma imagem de única camada e até mesmo arquivos .svg e .dxf para criar imagens com múltiplas camadas, coloridas, etc.
  • Todas permitem o uso da função PRINT THEN CUT, ou seja, imprima na sua impressora convencional e depois corte na Cricut!
  • Todas permitem a utilização da Lâmina Cricut Deep Cut para cortar materiais mais espessos até 1,55 milímetros de espessura.

E qual a diferença entre elas?

Bem, quando eu escrevi sobre a original, eu mostrei a nova funcionalidade dela, de cortar e vincar ao mesmo tempo, devido a existência de uma peça (eles chamam de carriages… como traduzir? um “carrinho deslizante”?) onde era possível encaixar a lâmina para corte e também uma espécie de caneta para vincar ou escrever.

Cut-Write-600x276

Então, a diferença desta Original e da ONE, é que a segunda só tem um “carrinho”, ou seja, somente corta, sendo por isso a opção mais barata. Mas é possível comprar o “carrinho” para vinco ou escrita separadamente, mas uma coisa de cada vez, tem que trocar!

Além disso, tanto a Original quanto a ONE, podem usar um adaptador para Bluetooth (comprado separadamente), permitindo corte através deste tipo de conexão. Assim, podemos enviar via Bluetooth do computador ou do iPAD para a Cricut.

** para o uso com o iPAD existe o Cricut Design Space App, que é FREE!

Já a recém lançada AIR, não precisa de Bluetooth, pois funciona via Wifi (wireless), e esta é a grande diferença. 

Ela possui os 2 “carrinhos”, também podendo cortar e vincar ou escrever ao mesmo tempo.

Vou inserir aqui um quadro comparativo disponibilizado no site da Cricut que pode deixar tudo mais claro (em inglês, sorry!)

Captura de tela 2015-04-21 21.12.28

E para finalizar, em um dos e-mails que recebi, a Vera me perguntava quais acessórios comprar.

Bem, apesar de não conhecer esta nova máquina, vou escrever sobre o que eu compraria, baseado na minha experiência com a Cricut Expression:

Primeiro, eu compraria logo a AIR ou a ORIGINAL! A ONE tô fora, quero cortar e vincar ao mesmo tempo!!

Depois é preciso observar o local que você vai comprar, pois muitas vezes eles já disponibilizam a máquina com um kit básico, tipo mats, canetas, etc. Então, precisamos ficar atentos na hora de comprar e ver os itens incluídos.

Agora sim, ACESSÓRIOS que considero BÁSICOS:

1. MATS

Eles lançaram vários tipos de mat, cuja diferença está na adesividade (quantidade de cola). Já escrevi sobre eles aqui. Então eu compraria logo pelo menos uns 2 de cada. Acho que do verde eu compraria até mais. Eles duram muito, mas eu gosto de ter estoque, principalmente se estiver comprando fora. Eles são leves e não ocupam tanto espaço na mala. Agora é claro, que eu uso muito. Para usar esporadicamente, tipo 2 vezes ao mês, não precisa exagerar. Eu uso todo fim de semana praticamente, o dia todo. Na verdade, vivo recuperando meus mats. Mas chega uma hora que não dá mais. Devo ter uns 20.

Já que estamos falando de mats, compraria também pelo menos um no tamanho 12 x 24. Ele já me foi útil várias vezes.

 

2. LÂMINAS

Cricut® German carbide premium blade Cerca de 9 dólares!

Duram muito, e segundo eles, estas duram ainda mais. Mas compraria umas 2 pelo menos (lembrando o tanto que uso). Elas são difíceis de achar por aqui. Até hoje, só comprei uma vez. Também tenho várias. E agora quero saber se esta tal alemã funciona na minha expression!?!

Não esquecer de acrescentar a Cricut Explore® Deep Cut Blade With Housing ou seja, a lâmina para cortes profundos e a Housing é a peça onde a lâmina se encaixa.

Também não esquecer da Cricut Tools Scoring Stylus, ou seja, a ferramenta que vinca (caso não esteja incluída no pacote)

3. CANETAS

Se ela permite escrever ao mesmo tempo, temos que ter canetas, metalizadas inclusive.

Eu acho que estes são os básicos e imprescindíveis. 

E claro, não podemos nos esquecer que ela trabalha cortando papel, então o mais básico de tudo é PAPEL! E os cardstocks importados como da American Crafts, que são baratinhos (ou eram antes do dólar virar o que virou) oferecem cortes bem melhores, mais bonitos, mais tudo!! Vale a pena comprar muito papel! Pena que pesa!!

Pausa: tô morrendo de vontade de comprar tudo isto!!

ACESSÓRIOS INTERESSANTES QUE TALVEZ EU COMPRARIA:

Depende do preço e da facilidade de transporte. Não são exclusivos da Explore e eu adoraria experimentar. Mas sei que existem similares, inclusive da Silhouette Cameo.

Material para cortar carimbos, folhas metálicas próprias da Cricut, Craft Foam (uma espécie de EVA), material para transfer em tecido, etc.

Aqui neste link e neste tem algumas opções de acessórios!

ACESSÓRIOS QUE EU NÃO COMPRARIA

Mas já comprei igual a este, só que o equivalente da expression. Quase não uso e prefiro outros parecidos, e que fazem a mesma função, tipo uma espátula para retirar os cortes grudados no mat!

KIT

 

Também não compraria VINIL. Aqui tem aos montes!!

 

Por enquanto é isto!

Obrigada por passar por aqui!

 

Minhas fontes de pesquisa:

http://www.damasklove.com/the-cricut-explore-family-explained/

http://www.scrapmequickdesigns.com/whats-up-with-all-these-cricut-explore-machines/

sábado, 25 de abril de 2015

Ensaiando uma volta e estudando sobre a nova Cricut Explore!

Pois é, isto é mais uma das minhas tentativas de voltar. Então, sem blá blá blá e vamos logo ao motivo deste post!

Tenho recebido muitos e-mails sobre a nova Cricut Explore. Infelizmente não consigo responder a todos como gostaria. Então, resolvi tentar escrever um pouco sobre ela. Na verdade, como sempre, isto me motiva a entender um pouco mais sobre a nova máquina, já que há um bom tempo deixei de ler sobre todas, simplesmente por ter outras prioridades no momento (não, não vou culpar a falta de tempo!).

Resumindo, para quem não sabe nada, Cricut é a linha de Die Cut Machines - DCM da Provo Craft. Muitos me perguntam sobre estas “impressoras”, mas elas não imprimem! São máquinas de corte e para cortar imagens impressas, temos que enviar o trabalho para uma impressora convencional! Não é objetivo do meu post falar sobre DCMs diversas, diferenças, capacidades, etc. Para isto, tem muitos outros posts aqui e no blog Die Cuts e Cia!

A Cricut perdeu muito espaço nos últimos anos para outras DCMs, principalmente para a Silhouette Cameo (até eu comprei a minha). Isto porque a Provo Craft resolveu proibir a utilização de programas alternativos para corte de imagens usando a Cricut, meu caso, que ao invés de usar somente cartuchos, comprei o software Sure Cuts a Lot, que permite um infinidade de cortes de imagens e de fontes, uma opção bem mais barata do que investir em cartuchos.

Agora finalmente, eles resolveram correr atrás do prejuízo e lançaram a Cricut Explorer, assunto do meu penúltimo post (leia para entender melhor). Agora, eles estão focando única e quase que exclusivamente nela, ou seja, azar de nós que possuímos modelos antigos, como a minha, Cricut Expression 1.

O novo modelo parece ser realmente incrível e os lançamentos só me fazem ficar louca de vontade (o que vai continuar por um bom tempo…$$$$). Em pouco mais de um ano, eles já tem 3 modelos diferentes e muitas novidades. Vejam foto abaixo (mas prometo tentar escrever sobre estas novidades):

Captura de tela 2015-04-21 21.06.09

Uma das grandes vantagens desta nova DCM é o seu software, o Design Space. Mas o que são estes softwares?

Bem, de uma forma bem simples, são os programas que instalamos no computador, para trabalhar as imagens ou fontes que prentedemos cortar e então enviar para a Cricut a “ordem para cortar”. Assim, não precisamos comprar cartuchos e as possibilidades de corte aumentam muito. Apesar de continuarmos a pagar para ter a imagem, os valores são mais acessíveis. A Provo Craft disponibiliza 2 softwares para suas máquinas: o Design Space para a Explorer e o Craft Room para as outras. Os dois são gratuitos, podem ser baixados mesmo que você não tenha nenhuma máquina,  e então testados.

Observação 1: Não vou fazer nenhum tipo de comparação aqui com a Silhouette Cameo e seu software o Design Studio (nossa, semelhante né!). Mas para quem não resiste, tanto a máquina (Cameo) quanto o software (Design Studio) são fantásticos! E olha que todo mundo sabe que sou CRICUTEIRA APAIXONADA!

Tenho a Expression versão 1 (também há o modelo 2), mas não uso o Craft Room. Isto porque eu tenho o Sure Cuts a Lot – SCAL e para quem já havia comprado, a utilização é possível. Eu preferi continuar com ele, porque posso cortar fontes e imagens grátis e ainda criar alguns desenhos (simples, porque não domino a arte). Tive medo de instalar o Craft Room e ao atualizar a máquina, perder o SCAL. Sendo assim, não sei trabalhar com nenhum software da Provo Craft.

Na verdade, eu até tentei usá-lo, mas ao reconhecer minha Cricut, ele pede pra atualizar o firmware. Minha versão é a 2.31 e a mais atual é a 2.43. Párei neste ponto e estou pensando o que vou fazer. Tenho 2 opções:

1. Não atualizar e continuar somente com os cartuchos que já tenho + o SCAL

2. Atualizar e correr o risco de ficar sem o SCAL. Neste caso, eu perderia o SCAL, mas ganharia com a possibidade de usar novas imagens que ainda não tenho. Nesta opção ainda me resta uma saída, continuar usando o SCAL, mas na Silhouette Cameo, usando a versão 3 ou 4. Espero decidir em breve. Para atualizar para a última versão, preciso pagar “apenas” 20 dólares!

O legal desta última opção é que sao imagens diferentes daquelas usadas pela grande maioria das crafters de hoje em dia, que usam Silhouette Cameo.

Continuando… O Craft Room é bem interessante para quem não tem o SCAL, entretanto, com o lançamento do Design Space, que só funciona com a Explorer, achei que ele ficou “arcaico”, tendo em vista as novas funcionalidades que o DS oferece, inclusive, permitindo o uso de arquivos SVG. Entretanto, para quem é design e domina as técnicas de criação de imagens, o Craft Room, permite algumas brincadeiras. É possível editar as imagens vendidas. Agora sinceramente, não sei até que ponto ele permite criar seus próprios designs. Pelo que entendi, você só pode criar, modificar, editar, a partir de imagens que tenha comprado! Ou seja, se eu preciso de um pássaro, não dá para criar o meu próprio desenho, mas dá para fazer algumas modificações nos designs existentes (claro, deve haver alguma restrição!). Vou estudando e publicando minhas descobertas.

Ao instalar o Cricut Craft Room® todos terão acesso livre ao chamado Cricut Craft Room® Basics, um cartucho digital free. Se você já possui outros cartuchos, não precisa comprar novamente, lógico, basta inserí-los na Cricut, conectar ao computador e fazer a “sincronização” com o Craft Room.

Dentre os e-mails que recebi, alguns perguntavam: posso cortar ou importar imagens svg e convertê-las no Craft Room?

Não, não pode. Craft Room não corta SVG.

Instalei o software e estou fazendo alguns testes nele. As imagens disponiveis são bem básicas, mas já dá para começar a brincadeira.

Outra opção é comprar novas imagens, individuais ou um cartucho inteiro, versão digital. Me parece que também oferecem a imagem da semana free. Vou acompanhar!

Pausa: Estou enlouquecida escrevendo este post, tanta novidade que estou descobrindo. kkkk. Acabei de descobrir que a Provo lançou um cartucho com os personagens do Frozen!! Custa a bagatela de 30 dólares! Merece um post extra!

Cricut® Disney Frozen™ cartridge

Eu tenho mania, de começar a escrever um post, achar que não está pronto e nunca publicar. Então, agora vou fazer diferente. Vou publicando tudo que escrevo e ver o que acontece. Acho que pode ficar mais fácil a minha volta e também, vou deixar de ter tantos rascunhos inacabados.

Pra quem quiser já ler mais sobre assunto, deixo o link dos posts que estou usando como referência:

http://www.obsessedwithscrapbooking.com/2011/12/how-to-import-files-into-cricut-craft.html

http://svgcuts.com/blog/2014/02/19/using-svg-files-with-cricut-design-space-svgcuts-com/

Obrigada e até breve (espero)!

Bjim!

sábado, 17 de maio de 2014

Os novos mats da Cricut

Na verdade, não sei se são tão novos assim, mas descobri há pouco tempo! Como minha amiga Adriana exigiu, cá estou eu, depois de algum tempo, pra variar, pra falar um pouquinho sobre estes acessórios da minha amada Cricut!!

mats-updated

O mat que todos usam é o verde, que agora é chamado de padrão.

Entretanto, a Provo lançou 2 novos modelos, de cores diferentes, lilás e azul. Eles tem o mesmo tamanho, entretanto a diferença básica está na adesão de cada um.

De acordo com a Provo, cada modelo tem o nível certo de aderência, não só para manter o seu material firmemente no lugar durante o corte, mas também para permitir remover o material da superfície do adesivo, sem danificá-lo.

Isto é importante, pois mats novos tem a cola muito forte e quando usamos materias mais finos, menos resistentes, pode até rasgar. Por outro lado, quando precisamos de uma adesão firme, por exemplo, para cortar tecido, às vezes não conseguimos e o material dança ou desliza no mat, principalmente se ele não é novo.

mat

 O mat padrão, de cor verde, é considerado multifuncional e tem uma adesividade considerada média, ideal para um ampla variedade de materiais, de preferência de gramatura média, como cardstock e vinil. Disponível em 12 "x 24", 12 "x 12", 8 ½ "x 12" e 6 "x 12".

 

 

 

 

 

feature1

 

 

O mat lilás tem adesão forte, ideal para materiais mais pesados como cardstock de alta gramatura, com glitter, chipboard e tecido. É o mat mais duradouro. Disponível em 12 "x 12".

 

 

 

 

 

O mat de cor azul é o que tem a adesão mais leve, feito especialmente para materiais de gramatura também mais leve, permitindo uma fixação menor, com remoção fácil, para papel de impressão, papel vegetal, cardstock leve, etc.

Este mat tem a cor parecida com o mat da Eclips, mas acho que não dá pra confundir por causa dos desenhos.

 

 

 

 

Sizzix eclips Accessory - 12" x 12" Cutting Mat, 2 Pack

 

 

Ainda não testei estes mats novos. Mas já testei os mats da Cricut (o verde – padrão), o da Silhouette Cameo e o da E-clips. E sem dúvida prefiro o mat da Cricut, inclusive para usar na Cameo. Acho ele mais resistente, mais duradouro. Acho que até a cola dele dura mais.

Bem, é isto! Espero que gostem!

Bjim e quem sabe… até breve!!!

 

 

 

domingo, 26 de janeiro de 2014

Lançamento da nova Cricut Explore!!

    Já faz um ano que escrevi meu último post! Desde então, ensaio uma volta, faço rascunhos de alguns posts, mas nunca consigo. Entretanto, o lançamento da nova Cricut, me fez pensar que era preciso um post novo. Se vou continuar escrevendo, não sei! A vontade é grande, mas infelizmente, tive que trabalhar estabelecendo prioridades no meu dia a dia, e claro, meu bloguitcho teve que ficar lá em “quinto plano”. Apesar de não estar presente aqui, vejo que muitas pessoas ainda o utilizam em suas pesquisas, então, não vou apagá-lo e adoraria estar mais presente neste ano de 2014. Quem sabe??

    Mas vamos ao assunto de hoje: o lançamento de um novo modelo de Cricut, pela Provo Craft. Acho que finalmente eles resolveram fazer algo para conter a queda da Cricut. Após dois anos da proibição do uso de softwares compatíveis com a Cricut capazes de cortar arquivos svg, a Provo Craft, viu todas as estatísticas que envolviam sua Cricut despencarem. Neste gráfico, que vi no blog svgcuts, percebemos a queda no acesso aos blogs relacionados a Cricut, e em contrapartida, a Silhouette Cameo, segue uma trajetória totalmente oposta. No Brasil, a disseminação das máquinas de corte coincidiu com esta insatisfação com a Cricut e observamos um grande aumento nas vendas da Cameo por aqui. Além de tudo, a Cameo está sempre inovando e fazendo lançamentos de muitos acessórios e até novas máquinas.

    top40-graph

    Eu mesma sendo uma cricuteira de coração, me rendi aos encantos da Silhouette Cameo e tenho utilizado bastante sua funcionalidade print and cut! Mas continuo apaixonada pela Cricut, e apesar de usá-la muito, confesso que sem a possibilidade de cortar arquivos svg e fontes do computador, com certeza ela estaria sendo pouco utilizada (felizmente eu sou usuária antiga e portanto, utilizo o SCAL, o programa proibido que permite que a Cricut corte arquivos svg).

    Para quem é novo na área, a família Cricut atual é a seguinte:

    Cricut Explore®  Cricut Expression® 2

    Cricut Expression®    Cricut Mini®

    Não estão nesta foto a Cricut Cake,a Cricut original, a Imagine e a Create, todas fora de linha. A minha é a Expression 1.

    A recém chegada Cricut Explore foi lançada agora dia 21/01/2014 e pelo menos está causando bastante burburinho entre scrappers (e afins) famosas ou não, nos EUA. Eu acompanhei pelo Instagram (o único meio atualmente que ainda me faz ter acesso as novidades) e a hashtag #explorecricut parece que fez sucesso entre cricuteiras apaixonadas. Como muitos, eu também estou curiosa para saber tudo sobre esta novidade, vantagens e desvantagens e se realmente é inovadora! Sei que ainda vamos ficar com muitas dúvidas, mas vou escrever o que já descobri.

    Achei o design da máquina bem bonito e já vi gente dizendo que é igual a Cameo, mas tenho que discordar!

     

    1521568_5110417012410250_1095379107_n

    Cricut-door-opening-2

    Bem, segundo o fabricante, a Cricut Explore é uma máquina de corte eletrônica combinada a um programa de design novo, o Design Space, um software livre, porém on line. Segundo eles, o software pode ser usado para cortar centenas de imagens e/ou projetos prontos, cerca de mais de 50.000 imagens da biblioteca Cricut e também pode trabalhar com imagens do próprio usuário, que podem ser design próprio ou imagens obtidas da net, além da possibilidade cortar fontes TTF. Quem possui cartuchos poderá continuar usando normalmente.

    Outra novidade é com relação as configurações de corte. Parece que na nova máquina basta girar o “disco” de configurações e escolher qual tipo de material pretende cortar, inclusive tecido! Isto facilitaria muito aquela história de escolher pressão, velocidade e profundidade da lâmina.

    images  cricut-explore-dial-shot_thumb   

    A nova Cricut também traz um sistema novo (a patente já foi requerida), capaz de fazer cortes bem precisos, além de permitir escrever ou desenhar, e também fazer emboss, ou vincos. Esta nova máquina traz duas “cabeças” ou carrinhos (não sei o nome melhor pra usar aqui, mas é a peça que segura a lâmina). Uma delas para a lâmina de corte e outro para desenho e emboss, usando caneta ou um marcador/vincador.

    A possibilidade de vincar já existe na Expression, basta comprar a lâmina própria para emboss e inclusive existe um cartucho de caixas e afins, que exige o uso desta lâmina. A pessoa aqui já comprou, mas ainda não consegui testar! E canetas eu já usei e são legais. Com as duas cabeças podemos cortar e escrever ao mesmo tempo, por exemplo para fazer um cartão! Ou no caso de uma caixa, podemos cortar e vincar, o que não é possível na Expression como referi acima. Nesta teria que vincar e depois trocar para a lâmina de corte.

    Cut-Smart-600x821 Cut-Write-600x276 Se esta nova tecnologia de corte for boa mesmo, será uma grande vantagem para esta máquina. A foto que eles mostram no site oficial é bem animadora!! Acho que já escrevi no meu último post, que o corte da Cricut deixa muito a desejar quando se trata de imagens com muitos detalhes ou bem pequenas. Já a Cameo, trabalha muito bem nestes cortes!

    blogger-image--19580156455770_Explore_Cut_On_Mat_01-600x900 

    confetti Na foto acima, retirada do blog Obsessed With Scrapbooking, exemplos de cortes bem pequenos feitos por ela, na seta vermelha podemos ver imagens de cerca de 1/4 polegadas, o que seria algo em torno de 0,6 cm.

    Continuando com as novidades, na foto abaixo podemos ver um pequeno compartimento para guardar algumas ferramentas e também o local para inserir o cartucho. Minha dúvida: vou inserir o cartucho e onde escolho a imagem? No software? Então, obrigatoriamente tenho que estar como computador ligado e conectada a internet? Sim, podemos usar os cartuchos que já possuímos, entretando precisaremos do Design Space instalado no computador e conexão com a internet! Desvantagem!!!

    Além deste compartimento, também há um outro local onde podemos colocar lâminas extras e outras ferramentas:

    1560481_510416972410254_1581486933_n

    work-5-tools

    Eles estão usando a seguinte expressão: The Cut What You Want® para se referir a uma ferramenta que permite converter facilmente um design do usuário em uma imagem possível de ser cortada. E esta imagem poderia ter qualquer extensão: .svg, .jpg, .png, .bmp, .gif e .dxf. Bem, aqui ficam dúvidas! Converter para que tipo de arquivo? E seu eu posso usar svg, como vai ser isto, no próprio programa? O que estou entendendo é que tem que ser no Design Space e acabei de ver no facebook que eles voltaram atrás na ideia de cobrar por isso, agora é tudo free, devido a inúmeros pedidos, mesmo antes da venda oficial.

    Já os chamados de “make it now”, pelo que pude perceber são os projetos “prontos pra fazer”, simples e ainda vem com todas as instruções, como podemos ver pela foto abaixo. Então, além da biblioteca de imagens, há também a biblioteca de projetos. As imagens da biblioteca da Cricut, vão estar disponíveis a partir de $0,99, mas também tem a possibilidade de assinatura mensal por $9,99 ou anual (??valores??).

    Tentei anexar o vídeo oficial aqui mas como não consegui, deixo o link:

    http://www.youtube.com/watch?v=umAU-pPbzkE

    O que eu gostei e porque talvez compraria?

    1. a possibilidade de cortar e vincar ao mesmo tempo (ou escrever/desenhar e cortar), devido as 2 “cabeças”. Dúvida: para desenhar será que posso usar qualquer caneta ou tem que ser caneta específica?

    2. a capacidade de fazer cortes mais detalhados e precisos (teria que testar), através de lâminas com uma nova tecnologia de corte, que além de cortes mais precisos, duram mais tempo, conforme divulgado pelo fabricante.

    3. a definição automática das configurações de corte, de forma que profundidade, velocidade e pressão são escolhidas no “disco de configurações” automaticamente, inclusive com a possibildade de cortar tecido, e também com a possibilidade de mais configurações de corte.

    4. a possibilidade de criar meus próprios designs e também importar imagens e fontes da internet, e convertê-las em arquivos de corte no Design Space, o “cut what they want”. Mas como isto vai funcionar ainda não sei. O que li é que quanto mais simples a imagem mais fácil de converter e cortar. Mas não vi nada sobre imprimir e cortar,como na Silhouette. Então, se esta possibilidade vai ser uma vantagem, vamos aguardar pra ter certeza!

    5. gostei da ideia de que eles querem atribuir a nova máquina a possibilidade do usuário executar vários trabalhos sem ser nenhum expert em “crafts”. Ou seja, eles querem que tudo seja simples e fácil. Se isto for verdade, vamos ter que testar. Eu sempre achei que usar a Cricut sem precisar de computador era uma facilidade para muitos, que não gostam ou não dominam o computador. Com esta nova máquina isto não será mais possível. Agora, será que o software é fácil mesmo?

    Dúvidas e desvantagens:

    O novo software irá substituir o Craft Room? Ou seja, vou poder usar minha Cricut Expression com este software? Se sim, eu poderia então cortar arquivos svg na máquina que eu já tenho, pois eu acredito que esta funcionalidade de importar arquivos jpg e etc, depende muito mais do novo software e não da nova máquina! Será que é possível que o Craft Room seja descontinuado como outros produtos Cricut (Gypsy, Design Studio, Imagine, etc)?? Além disso, mais um programa on line? Problemas de conexão e etc? Chega né! Todo mundo que tem a Silhouette sabe que poder trabalhar off line é ótimo!

    Mas… segundo o que já li,  o Craft Room vai continuar, inclusive com suporte. Então, fica a dúvida: qual software vai funcionar com qual máquina? Mas cortar fontes True Type e arquivos svg somente com o Design Space. Então, seria legal ele funcionar na minha Cricut Expression!

    Mais algumas informações e resumo geral:

    A Cricut Explore estará disponível em fevereiro no HSN e a partir de março em diversas lojas. O preço divulgado é de $299,00 (dólares).

    Algumas características da máquina nova:

  • Smart Set™ – disco para seleção automática das configurações.
  • Duas cabeças para lâmina e caneta.
  • Compartimento de armazenamento.
  • Cricut Design Space™ software.
  • 50 projetos grátis e + 100 imagens (que vem com a máquina).
  • Compatível com PC e Mac.

    O que vem na caixa:

  • Cricut Explore™ machine;
  • German carbide blade;
  • Metallic silver pen;
  • USB cord and power cord;
  • 12″ x 12″ StandardGrip Cricut® cutting mat;
  • Getting started guide;
  • Black and jade Cricut® cardstock;
  • Silver Cricut® vinyl;
  • White Cricut® iron-on
  • 2 Duck Tape® sheets.

Bem, este post está longe de ser bom! Mas eu decidi que vou parar com esta minha mania de “buscar o post perfeito” para só então publicar. Isto nunca vai acontecer! E eu acabo ficando sem publicar nada. Então, para este ano não vou me preocupar tanto com isto, nem vou ficar corrigindo tudo várias vezes, buscando a melhor concordância, ortografia e etc. Quem sabe assim eu consiga publicar mais vezes!

Espero que gostem e até qualquer dia!

Bjim!

ATUALIZAÇÕES:

Recebi o comentário abaixo sobre a nova Cricut. Por enquanto é a única pessoa no Brasil que sei que comprou a Explore. Quero mais opiniões sobre ela...rsrsrs:

1. Olá , comprei recentemente a Cricut Explore e estou descobrindo o que ela faz, mas uma coisa é certa ela escreve e corta ao mesmo tempo. Não achei um caneta nacional alternativa então tem que usar a dela mesmo. Cuidado com o papel que usa porque a cola da base segura bem e dependendo do papel quando você puxa rasga e parte fica colado na placa. Como trabalho com máquina de corte laser dá para aproveitar todos os desenhos feitos no corel draw e salvando na extensão que o programa da máquina permite importar. É preciso cuidado no uso das canetas pois trata-se de canetas tipo ponta porosa e se o trabalho for longo começa a falhar. Quando fizer mais testes colocarei mais detalhes. http://almasgemeasartesanato.blogspot.com.br/

2. Comentário da Priscila Magalhães:

Comprei a minha máquina esse mês, e ontem fiz os seguintes testes:
Utilizei folha de papel comum e gruda mesmo na base, a ponto de rasgar o papel.
Cortei e desenhei ao mesmo tempo... perfeito!
Consegui cortar várias imagens que importei. Ficou muito bom.
Hoje irei testar o corte em feltro, espero que dê certo. Amanhã posto o resultado!

Ela também nos indicou algumas lojas:

Algumas lojas que conheço no Brasil:
http://www.artepapelepano.com.br/
http://www.casadaarte.com.br/
http://www.papeldepapel.com.br/
http://www.mix3arts.com.br/
Porém, se tiver alguém no exterior que possa enviar para você, tem os sites:
http://us.cricut.com/home/
http://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=search-alias%3Daps&field-keywords=cricut

Obrigada meninas. Eu já estou louca em uma Cricut Explore, mas acho que exagero da minha parte...rsrsrs!!

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Silhouette ou Cricut: qual é a melhor?

Mais uma vez, vou falar sobre este assunto! E depois de tanto tempo longe do blog, espero que aqueles que ainda me acompanham tenham paciência, porque escrevi muuuuitoooo! Só não sei se vou conseguir responder a pergunta!

Eu sou uma Cricuteira apaixonada, isto é claro e evidente, mas recentemente comprei uma Silhouette Cameo. Então, resolvi escrever um pouco sobre as duas, já que ainda recebo muitos e-mails pedindo ajuda para escolha, e também para contar minhas primeiras impressões sobre a Cameo!

Inicialmente, porque comprei a Silhouette?

Primeiro, porque tive medo da Cricut ter algum problema no meio de uma encomenda (pra quem não sabe, estou envolvida em personalização de festas – Festas e Frufrus). Isto quase me aconteceu, mas felizmente não passou de um susto. Estava trabalhando em uma festa grande, com muitos cortes, e a Cricut teve um problema que me deixou em estado de choque, simplesmente parou de funcionar. Felizmente, era só um fio desconectado e eu na correria, não percebi que não era bem um problema. Mas serviu pra me “acordar”! Não posso confiar em ter apenas uma máquina e correr o risco dela me deixar na mão. Observação: tenho a Cricut há 3 anos e nunca tive problemas!

Segundo, porque em algumas situações já havia sentido a necessidade de outra máquina, devido o volume de serviços. Foram poucas vezes, mas como a ideia é crescer o negócio, espero que esta situação se repita muitas vezes e que eu precise comprar mais máquinas para atender um “grande volume de encomendas!!”

E por fim, o motivo que justifica a Cameo e não outra Cricut: queria usar a função PRINT and CUT, que a Cricut não faz. Existem outras DCMs que fazem, como a Eclips. Mas no Brasil, quem domina é a Cameo, então seria mais fácil até para aprender, claro!

Depois a dúvida foi: Onde comprar?

Outra pesquisa! No Brasil, temos uma facilidade grande para comprar a Cameo e eu já estava decidida a não importar e comprar aqui, inclusive com a possibilidade de dividir o pagamento. Mas então, surgiu uma viagem e acabei mudando de ideia e trazendo a minha na bagagem. A compra deu um pouquinho de trabalho, porque não encontrei tão fácil, por isso, recomendo comprar aqui e mandar entregar no hotel, se sua opção for trazer de fora. Mas o resto foi tranquilo, não tinha muito risco de ser taxada, porque estava dentro da cota, e compensou. Se eu precisar de assistência, vou procurar no Brasil, claro! Será que eles vão se negar a dar assistência porque não comprei aqui? Acredito que se são autorizados da Silhouette América, então, tem que atender todo mundo! Imagino que não tenho garantia, é claro, mas conto com a assistência deles!

Assim, desde julho tenho a minha Cameo! Mas só usei mesmo no final de setembro! Por quê???

Registrar, instalar o software, fazer compras foi relativamente fácil, mas leva um tempinho, tem que dedicar um pouquinho de tempo.

Depois de instalar o Studio, que é o software da Silhouette, confesso que, para quem estava acostumada com as facilidades de cartuchos e também com o SCAL, tive muita dificuldade em trabalhar com ele. Demorei pra quebrar o paradigma e me jogar no seu aprendizado. É claro que ainda tenho muito o que aprender, mas hoje já consigo me virar. Quem me ajudou a me livrar do bloqueio foi a Jana Miranda, que encontrei no Espaço WR em setembro. Depois eu conto mais sobre ela!

De início, só aprendi a função PRINT and CUT, que era o que eu precisava. Ainda não a domino, pois às vezes faço tudo certinho e o corte sai fora da imagem impressa (não sei o que faço de errado), mas já aproveitei muito desta função.

Para escrever este post, fiz algumas pesquisas e vou relatar aqui minha opinião e alguns artigos que achei por aí.

Antes de mais nada, pra quem está começando a leitura no blog por este post, recomendo dar uma olhada em vários outros posts que já escrevi sobre estas máquinas. Neste link eu falo sobre os modelos de Cricut e se quiser ainda mais detalhes: clique no post aqui ou post 02 ou post 03 ou post 04. Este outro post é mais recente, do Die Cuts e Cia. Mas ainda tem um post enooorme, este aqui, onde fiz um resumão de tudo que escrevi!

Outro detalhe: eu sou uma apaixonada pela Cricut! Então, preciso me segurar pra ser imparcial nas minhas avaliações. Sempre que vejo alguma Silhoueteira falando que a Cameo é FANTÁSTICA, PERFEITA e etc, penso que também existem as Cricuteiras que pensam assim de suas máquinas, ou seja, fico “ressentida” se alguém desdenha da minha amada! Rsrsrs. Ela também é FANTÁSTICA!

Aspectos positivos de cada uma delas:

1. Capacidade da Silhouette de fazer cortes melhores de formas cheia de detalhes, mais complexas.

Eu ainda não testei isto cortando uma mesma forma nas 2 máquinas, usando lâminas novas em ambas. Mas tendo em vista a minha experiência com a Cricut, acho que ela realmente não conseguiria cortar algumas imagens com detalhes pequenos como a Silhouette faz, como é o caso da imagem abaixo.

clip_image002[4]

Eu até já cortei números do mesmo tamanho, no mesmo papel, em ambas, sendo o corte da Cameo superior, porém, e defendendo a Cricut, a lâmina dela era usada. Mas mesmo com lâminas novas, a Cricut não corta letras e números menores que 2,5 cm muito bem. Nunca consegui bons resultados, a não ser que o papel fosse muito bom, tipo American Crafts. Só pra dar uma ideia do que estou falando, eu nem tentaria cortar a Magali e esperar que a Cricut conseguisse cortar seu cabelo como a Cameo fez com esta imagem (Print and Cut).

clip_image004[4]

A Cameo não cortou todos perfeitamente, mas o que ela conseguiu fazer já me deixou impressionada. E é claro que eu não sou a única a dizer isto!

2. A grande disponibilidade de imagens que podemos comprar na loja da Silhouette.

Acho que tudo que a gente quiser vai encontrar lá. E o bom é que a gente pode desmembrar uma imagem e usar somente parte dela. Por exemplo, se eu compro esta frase:

clip_image006[4]

Eu poderia cortar a frase toda ou desagrupar e deletar parte da frase, cortando apenas um palavra:

clip_image008[4]clip_image010[4]

No SCAL dá para fazer isto, mas pra quem só usa cartuchos, não dá... só cortando a frase toda!

Esta possibilidade de desmembrar formas não acontece com os cartuchos da Cricut. Aliás, isto as vezes me irrita, como no exemplo abaixo.

clip_image013[4]

Eu queria cortar o catavendo, mas neste cartucho ele não está sozinho, ou seja, corto o catavento e um chapéu junto. Acho isto meio idiota! Para quem usa Craft Room, Design Studio e afins, até acho que é possível separar os dois, mas não posso falar pois não tenho estes programas, já que uso o SCAL. Aliás, preciso estudar melhor para poder falar com certeza, mas a Cricut, parece que finalmente está acordando pra vida e tem disponibilizado mais imagens, inclusive “single images”. Vou tentar escrever sobre isto!

Mas, mesmo com a imensa disponibilidade da loja Silhouette, às vezes, minha imagem preferida é de um dos meus cartuchos, como no caso abaixo:

Eu queria corta um noz, mas não gostei de nenhuma da loja (talvez eu não soube pesquisar direito, mas o tempo era curto)... acabei escolhendo esta do cartucho Create a Critter, bem mais bonitinha.

clip_image015[4]

clip_image017[4]

3. Concordo com a autora deste blog http://sabrioletdesigns.blogspot.com.br/, que li para me ajudar neste post. Ela considera a Cameo mais silenciosa. Sem dúvida! Isto pode parecer sem importância, mas aqui em casa, já trabalhamos com Cricut, Cameo e impressora funcionando ao mesmo tempo. Nem escutávamos o telefone....kkkkkk!!!!

4. No blog citado, a autora também considera o software da Cameo incrível. Pra mim, ele tem pontos positivos e negativos. O que ela gosta e que eu concordo:

· Não é preciso estar conectado à internet, como é o caso do Craft Room da Cricut. Mas o SCAL, que eu uso, também é off line! Mas para quem não tem o SCAL, é sim um ponto positivo da Cameo!

· Ele é um software bastante estável, não trava. Isto eu concordo e realmente acho que ele nunca travou comigo, coisa que acontece de vez em quando com o SCAL. Entretanto, não sei o que acontece no meu PC, mas meu Studio é muito lento, se é que me entendem. É difícil “arrastar” as imagens, movê-las e etc. Creio que o meu computador deve ser o problema, preciso fazer alguma coisa! Esta dificuldade me irrita muito!

5. A grande VANTAGEM da Silhouette: Print & CUT. Sem dúvida, a melhor funcionalidade da Cameo pra mim! E ela funciona muito bem, tanto com imagens compradas na loja, quanto com imagens disponíveis na net e rastreadas no Studio para serem cortadas. Já consegui até criar uma forma no Corel, enviar pra Silhouette e cortar. Ficou show! Não tenho foto deste trabalho específico, mas a foto da Magali que postei acima foi feita a partir de uma imagem da net.

Aspectos negativos: (apesar de ter dividido o post com pontos negativos e positivos, pode ser que o que é vantagem/desvantagem pra um usuário não é para outro!!)

1. A diferença principal entre as 2 é que a Silhouette somente funciona conectada a uma computador. A Cricut tem a vantagem de não necessitar de um computador pra ser usada! Podemos usá-la apenas inserindo os cartuchos. Tem gente que tem facilidade com computadores, então, esta pode nem ser uma desvantagem. Mas só pra tentar ajudar: Minha irmã, que trabalha comigo nas festas, precisa aprender a usar uma DCM. Qual ela vai aprender primeiro? A Cricut, sem usar o SCAL, apenas com os cartuchos que já temos.

E qual a desvantagem dos cartuchos? PREÇO!!! Mas eu tenho conseguido todos que gostaria por bons preços, comprando fora do Brasil, claro. Hoje tenho 6 apenas e um grande número de cortes possíveis!

Então, esta característica da Cricut, pode ou não ser uma vantagem, depende, como eu sempre digo, da sua relação com computadores!

2. Loja Silhouette: Qual o problema?

O principal para mim: Falta de instruções e mais detalhes de cada imagem. Eu não sei se este problema é só comigo, mas às vezes compro alguma imagem que adoraria que viesse com instruções de montagem. Fico meio perdida! Além disso, apesar da infinidade de formas disponíveis na loja, algumas são horríveis! Outras eu gostaria de ver mais detalhes, ou pelo, menos ter uma prévia, podia ser uma imagem em baixa resolução mesmo, de como aquela forma vai aparecer na tela do programa. Não sei se expliquei bem, mas é mais ou menos assim:

Hoje, enquanto eu escrevia o post, aproveitei para comprar algumas imagens, então, vi estes 2 laços:

clip_image019[4]clip_image021[4]

Eles são do mesmo designer e parecem ser idênticos, mas não consegui nenhuma informação a respeito.

Outros exemplos: Amei esta sombrinha e comprei!

clip_image023[4]

Pra cortar ela aparece assim na tela:

clip_image025[4]

Mas eu não consegui montar e deixá-la firme.

Obs.: Favor não rir de mim se isto for uma coisa fácil, que só eu não consegui!!!

Existem sim, algumas imagens, como esta abaixo, que vem com algumas “instruçõezinhas”, mas a grande maioria não!! É claro que tem os blogs, o da própria Silhouette inclusive, mas eu já não consigo ver blogs mais!

clip_image027[4]

O problema é que na dúvida, eu pelo menos, compro! Então, por isso que digo que apesar de não ter gastos com cartuchos, as compras de imagens na loja, se não forem bem controladas, acabam saindo mais caro que os cartuchos.

No meu caso, eu optei por fazer a assinatura básica, onde pago 10 dólares ao mês e tenho direito à 25 dólares em imagens. Então, ao fim de 1 ano, pagarei quase 120 dólares. Pra quem como eu, compra cartuchos fora, este valor corresponde a quase 4 cartuchos, em média. Até hoje, eu comprei somente 6. Por isso, estou pensando seriamente em não renovar minha assinatura, que só vence em outubro de 2013 (não posso cancelar). Acho super difícil conseguir comprar todo mês esta quantidade de imagem. E tenho até um lembrete no computador pra fazer isto, porque temos prazo, ou seja, os créditos do mês expiram. Tudo bem que eu poderia sair comprando todas as bonitinhas que aparecem, mas nem sempre são boas imagens e eu nunca consigo cortar tantas assim. Resultado: muitas imagens sem usar... pelo menos por enquanto!

clip_image029[4]

3. Aprendizado: bom já falei que achei mais difícil trabalhar com a Silhouette, mas isto pode ser por eu ser originalmente uma Cricuteira. Então, alguém que já trabalhe com a Silhouette, vai achar a Cricut mais difícil. Mas acho que nenhuma Silhoueteira vai negar que, para utilizá-la, é preciso um pouco mais de empenho, dedicação e estudo. Acho que ela exige um pouco mais de atenção aos detalhes, como é o caso dos ajustes de configuração. Ainda não estou bem familiarizada com este assunto, mas aos poucos vou aprendendo. Até para carregar o papel ela tem uma diferença: na Cricut é só colocar o mat e apertar Load Paper. Na Silhouete tem 2 opções: LOAD CUTTING MAT e LOAD MEDIA. O print and cut também é uma função que você precisa se dedicar. Eu tive que parar tudo e só me dedicar a aprender esta função, durante quase 1 dia todo de trabalho.

Então, o software foi minha grande barreira com a Cameo, como já comentei acima. Hoje, já estou bem mais familiarizada e até gostando, mas não o considerei fácil e acho que este é grande ponto NEGATIVO da Silhouette!

O que acho interessante, é que para mim, ele tem muitas funcionalidades semelhantes ao Corel Drawn e isto eu gosto muito, porque o ano de 2012 foi o ano em que eu finalmente consegui usar o Corel e aprendi a amá-lo. Tem coisas que eu só gosto de fazer nele. O que parecia ser um bicho de 7 cabeças, se transformou em uma grande paixão. Agora, que fique bem claro, eu devo saber uns 5% dele, mas somente isto já me ajuda horrores e acabou me ajudando no Studio!!!

Então, por experiência própria, me dedico muito mais ao aprendizado da Silhouette, do que fiz com a Cricut!

Mas o bom é que na net você encontra as super silhoueteiras que nos ajudam demais! Vou linkar os blogs destas meninas depois!

5. Acessórios: Na verdade, isto deveria ser uma vantagem, pois a Silhouette oferece uma variedade enorme de acessórios. Agora na CHA 2013 por exemplo, eles lançaram vários. Qual o problema então? Preço e disponibilidade. Não é fácil de achar, estão sempre indisponíveis e não conheço muitas lojas. A lâmina, por exemplo, no Brasil custa 68 reais! Tentei comprar fora, mas não encontro em nenhuma loja que conheço. Agora estou partindo para o E-bay! Comprei lâminas pra Cricut recentemente e paguei 6 dólares no par! Pelo menos com relação aos mat já descobri que a Adinês faz! Apesar de que tenho usado os da Cricut mesmo!

7. Lâminas: Este ponto é super NEGATIVO! A Silhouette Cameo é diferente da SD com relação às lâminas, então, ela só é vendida dentro desta “peça ou case ou housing” (como é que chama em português mesmo??)

clip_image030[4]

Então, não dá pra comprar lâminas individuais. Além disso, o fato de não desmontar, ou seja, não remover a lâmina da housing, faz com que possa haver acúmulo de papel dentro desta “housing” (foto abaixo), fazendo com a lâmina corte mal ou nem corte.

clip_image032[4]

Isto já aconteceu comigo! Na net falam pra usar pinça, agulha e etc. Mas estas coisas só acontecem quando a gente está fazendo algo importante, com pressa. Eu não consegui tirar com a agulha. Cheguei a colocar a lâmina no bocal do aspirador pra ver se ele sugava os restinhos de papel...rsrsrs! Até que sugou um pouquinho, melhorou mas ainda não ficou perfeita como antes! Mas recentemente, no blog da Adinês, ela mostrou um vídeo ensinando a desmontar esta peça. Eu quero testar, porque sei que empurrei um monte de papel pra dentro da tal “housing”. Ainda não testei porque só tenho uma e tenho medo de quebrar! Então, este detalhe realmente me incomoda, já que na Cricut é super fácil retirar a lâmina e limpá-la. Este problema com a lâmina é relatado por muitas silhoueteiras! Link 1 e link 2

Bom, mas e daí, depois deste blá blá blá, quem não tem nenhuma, deve comprar qual? Qual é a melhor?

Perguntinha difícil!

Para mim, não há uma melhor! Eu escrevo tudo isto, pra tentar fazer com que as pessoas interessadas vejam as diversas situações que acontecem ou podem acontecer, e então possam se colocar nestas situações e ver qual seria sua melhor escolha!

Não existe uma regra, não existe uma definição certa de qual é a melhor.

No meu caso, eu quero continuar com as duas! Elas se completam!

Se eu preciso de um projeto rápido, corro para um dos cartuchos da Cricut, se eu quero PRINT and CUT, tem que ser a Cameo, e assim por diante! E às vezes corto a mesma coisa, nas duas, ao mesmo tempo, devido o volume de trabalho.

Sem dúvida, de tudo que escrevi, o ponto principal é o uso do computador. Mas cada um sabe sua capacidade e limitações.

Pode ser que você tenha uma facilidade enorme para aprender novos softwares, então, não há dúvida, escolha a Cameo.

É preciso ver também a sua disponibilidade de tempo para se dedicar ao aprendizado.

Pode ser também que você seja um expert em computadores, mas já trabalha com isto o dia todo e quer chegar em casa e se dedicar a um hobby que lhe deixe longe dos computadores. Isto acontece!

Ainda tem a sua possibilidade de investimento. Hoje a Cricut é um pouco mais barata que a Cameo (269 dólares em média), principalmente a Expression 1 (179 dólares).

No processo de decisão tem que ser visto qual será o uso? Vai ser profissional? Ou caseiro? Muitas pessoas me escrevem dizendo que pretendem trabalhar com personalização de festas e pedindo uma indicação. Bom, mesmo para isto, temos que avaliar: custo, tempo, computador e etc. É uma dúvida difícil de se responder. Talvez se eu pudesse analisar caso por caso, eu conseguiria, mas não dá!

Tente se preparar, estudar, ler blogs, conversar com quem tem as máquinas, instalar o software Studio, que é gratuito e permite testes, assistir a tutoriais na internet, procurar uma loja ou fazer um curso, pedir pra testar cada máquina, enfim, eu tento ajudar, mas não tenho a resposta definitiva, infelizmente!

E para finalizar:

Minhas “professoras” de Silhouette (o blog delas é tão bom, que penso que deveria deletar o meu....rsrsrs!!!)

1. Jana Miranda – a única que conheço pessoalmente. Dá cursos presenciais e tem um blog ótimo. Não cheguei a fazer o curso dela, mas em pouco menos de 1 hora, ela me ensinou muito. Ela ensina “conversando”, trocando ideias, de forma tão natural, torna tudo muito simples, fácil! Suas últimas postagens estão imperdíveis!

http://jannascrap.blogspot.com.br/

2. A Joelma, do http://silhouettemania.blogspot.com.br/ minha amiga da net, virtual, doutora em Silhouette, tem cursos on line, sabe muito. Pena que temos nos falado pouco!

3. A Grice, que também já conversei pela net, que é outro show de professora, também doutora, o blog é outro tratado sobre a Silhouette.

Estas eu não conheço, mas admiro:

4. Karin: http://silhouetteiravoadora.blogspot.com.br/ Outro tratado!

5. Nilmara: http://www.diariodeumasilhouette.com.br/ Este conheci recente, li pouco, mas já amei!

Espero ter ajudado! Até mais!!

Bjim

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...